CARVALHO MUÁRIA: “Não é com as armas que se conquista o poder”

Carvalho-Muaria-2-300x258 CARVALHO MUÁRIA: “Não é com as armas que se conquista o poder”

O antigo governador da província da Zambézia e actual membro da comissão política do partido FRELIMO, Carvalho Muária

O antigo governador da província da Zambézia e actual membro da comissão política do partido FRELIMO, Carvalho Muária, defende a necessidade da preservação da paz em Moçambique, face à instabilidade política que o nosso país enfrenta nos últimos tempos e apela ao líder da Renamo, Afonso Dhlakama para que aposte no diálogo, pois “não é com as armas que se conquista o poder”.

Depois do antigo Estadista moçambicano, Joaquim Chissano ter prestado declarações ao semanário Txopela referentes a situação político-militar do nosso país, foi a vez do ex-governador da província da Zambézia e membro da comissão política da FRELIMO, Carvalho Muária que falou nesta sexta-feira (01) em Mocuba à margem da abertura oficial do ano académico 2016 na faculdade de Engenharia Agronómica e Florestal (FEAF) da Universidade Zambeze (UniZambeze).

Muária que foi convidado à cerimónia para contar a história da FEAF, por ser um dos dirigentes que participou na implantação daquele estabelecimento de ensino superior sediado na Beira, apelou aos estudantes, corpo docente e comunidade académica em geral para fazer o bom uso das redes sociais na divulgação de mensagens a favor da paz.

“Quero partilhar com todos presentes uma inquietação. Trata-se dos teores das mensagens difundidas nas redes sociais. Toda comunidade académica deve sentir-se dona do país, dai que devem difundir mensagens de paz. Quero ainda compartilhar a minha análise em relação a situação político-militar, em particular o líder da Renamo, que não é com as armas que se conquista o poder”, disse Muária.

O nosso entrevistado explicou que a paz não tem cor partidária, sendo que todos moçambicanos almejam um dia voltar a viajar tranquilos do Rovuma ao Maputo e do Zumbo ao Índico, sem ter que se preocupar com balas perdidas disparadas nos confrontos registados nos últimos tempos.

Leia:  Ainda há muito que se fazer para o bem-estar da população”-Confessa Abdul Razak, Governador da Zambézia

Jornalista: Cristóvão Francisco


Subscreva o semanario Txopela e receba em PDF no seu Email ou em versao fisica | 20 meticais cada exemplar
LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas