INCENDIO NA FAE: Bombeiros acusados de extravio de bens

-Relatório preliminar da Comissão de inquérito

DSC_0039-300x200 INCENDIO NA FAE: Bombeiros acusados de extravio de bensAlguns agentes da Policia da Republica de Moçambique-PRM e do Serviço Nacional de Salvação Pública-SENSAP foram vistos a extraviar bens dos comerciantes durante o incêndio que deflagrou no passado dia 8 de Marco deste ano, no Mercado Municipal da Feira de Actividades Económicas da Zambezia-FAEZA, vulgo FAE em Quelimane, aponta o relatório preliminar da comissão de inquérito criada para averiguar as causas que teriam originado o acidente.

O Relatório preliminar foi apresentado esta sexta-feira aos comerciantes do mercado da FAEZA.

O documento em nosso poder indica que houveram Bombeiros que subtraíram bens em quantidades não especificadas, tendo transportado na viatura do corpo de Salvação Publica sem no entanto informar o destino da mercadoria. A Comissão do Inquérito constatou que o camião tanque dos bombeiros não continha agua no interior na primeira vez que estes se fizeram ao mercado da FAE, enquanto as chamas se propagavam para outras bancas.

Constatou-se no terreno que houve negligência dos bombeiros em accionar as suas congéneres nomeadamente do Porto de Quelimane e do Aeroporto de Moçambique que vieram mais tarde ajudar apagar as chamas.

O Edil de Quelimane Manuel de Araújo que presenciou a apresentação do relatório preliminar da Comissão de Inquérito afirmou que se for provada a negligência de um grupo de pessoas ou de uma instituição deve ser responsabilizada criminalmente. De acordo com o relatório, os membros da comissão iniciaram os trabalhos de apuramento das causas no dia 14 de Marco, seis dias depois do acto se ter consumado.

As constatações foram obtidas com base em inquéritos aos comerciantes, guardas, moradores do bairro Novo e evidencias retiradas do local do incêndio. (Conteúdo completo na versão física)

Jornalista: Rizique Zacarias

Leia:  Apetência pelos recursos naturais da África Austral é ameaça à paz - PR moçambicano

Subscreva o semanario Txopela e receba em PDF no seu Email ou em versao fisica | 20 meticais cada exemplar
LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas