Excesso de lixo regressa à Quelimane

Limpeza-de-valas-de-Drenagem-300x200 Excesso de lixo regressa à QuelimaneMembros da Assembleia Municipal de Quelimane denunciaram o regresso de montanhas de resíduos sólidos nas ruas e avenidas da cidade de Quelimane mesmo depois de a Edilidade ter adquirido doze novos contentores de lixo e uma viatura porta contentores que resultam do acordo de gemelagem com o Conselho Municipal da Beira.

Membros da bancada da Frelimo na Assembleia municipal referem que houve um período em que a gestão de resíduos sólidos na urbe havia melhorado mas a situação tem se agravado nos últimos dias.

O lixo permanece uma a duas semanas sem que seja removido pela Empresa Municipal de Saneamento (EMUSA).

Por outro lado, o Chefe da bancada do MDM na Assembleia Municipal disse que o executivo construi silos, aumentou número de contentores. Na sua opinião, o excesso de resíduos sólidos tem a ver com o aumento da capacidade de produção de lixo doméstico devido ao crescimento demográfico e do perímetro autárquico.

Entretanto, o Edil de Quelimane Manuel de Araújo, justificou o fenómeno de abundância de lixo nas ruas com o facto de os munícipes ainda não estarem consciencializados sobre os horários e locais apropriados de deposição de resíduos sólidos.

“Muitos que deitam lixo fora dos locais apropriados são os nossos filhos, maridos, esposas, empregados e irmãos que não estão consciencializados sobre os cuidados a ter com o lixo, uma cidade que melhor gere os resíduos sólidos é aquela em que sabe quando e onde deve depositar o lixo e que tratamento deve dar a esses resíduos”-disse.

Apelou que os membros da Assembleia possam ajudar a passar a mensagem de educação cívica com vista a melhorar o escoamento de águas pluviais nas valas de drenagem, evitar construções e colocação de lixo dentro das valas e outras medidas adequadas

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas