Voltamos!

Modelo-300x215 Voltamos!

No dia em que fechamos portas e fomos fazer contas às nossas vidas, escrevemos “Até breve!”… é só para dizer que voltamos! Txopela voltou!


Voltamos com a mesma determinação de sempre porque, mais do que nunca, a diversidade informativa e o pluralismo editorial continuam a fazer muita falta em Moçambique. E o Jornal Txopela deixou vago o seu espaço na comunicação social, porque o jornalismo não é o mesmo que vender salsicha, porque um jornal deve ser expressão genuína de liberdades, e porque os jornalistas não são moços de recados!

O Jornal Txopela voltou mais animado, mais jovem e com nova imagem, mas com a substância de sempre: dizer as coisas pelos nomes e sem medos, sem hipocrisias, sem maquilhagem. Foi a isto que habituamos os leitores, é este o nosso renovado compromisso! Voltamos! Vamo-nos vendo por aqui.

São muitas as missões da imprensa numa democracia – informar, entreter, ajudar, inspirar. Há uma, porém, que ganhou destaque recentemente: fiscalizar, voltamos também para ajudar os nossos governos a trilharem por caminhos pragmáticos.

Somos um semanário independente, de orientação liberal, defensor da democracia, pluralismo, liberdade de imprensa, da total independência da imprensa face aos poderes políticos e aos poderes económicos monopolistas.

Um jornal com imensas tendências, sem ser tendencioso!


 

Esta é a nossa presença online . Esperamos que te agrade e traga as notícias e informações sobre a zona centro  e de todo Moçambique de forma clara e cristalina como você deseja.

Você, leitor arguto, naturalmente não se deixa enganar por notícias contendo meias verdades ou parciais. É preciso cuidado ao informar, principalmente quando se fala sobre política e sociedade.

Não se deve tomar partido, nem agredir a inteligência do cidadão. Faremos o possível para um convívio permanente com a isenção. Esperem do Jornal Txopela somente notícia de interesse da população, sem eufemismos nem precipitações. Muito menos, queremos apresentar manchetes sensacionalistas.

Cumprimos no passado a nossa tarefa, por isso podemos afirmar que já fomos o jornal mais lido e aguardado pelo leitor arguto, sensato e ávido por notícias, simplesmente notícias, sem paixões ou tendências.

Criamos um jornal chamado Txopela, cheio de nuances e desafios, na esperança de inovar e atender os verdadeiros anseios de cidadãos afeitos a uma boa leitura e ávidos pelas notícias por inteiro, e aqui, mais uma vez, repetimos: “Notícias nunca derrubam o mundo. O que o derruba são os factos, que nós não podemos modificar, pois já aconteceram quando a notícia nos chegar” Durrenmatt. Seguimos de forma linear, altiva e cheia de sonhos…principalmente aquele que nos norteia – dormir tranquilo, com a sensação do dever cumprido.
Nossa profissão nos remete ao humanismo e às questões filosóficas, que não nos permite o engodo.

Pois bem caro leitor, veja se não falamos a verdade quando ler estas páginas, aqui você encontrará LIBERDADE E INDEPENDÊNCIA.

Leia:  O grito de socorro dos albinos
LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas