China e Angola preparam parcerias privadas para dar nova dinâmica à cooperação económica bilateral

ANGOLA-300x162 China e Angola preparam parcerias privadas para dar nova dinâmica à cooperação económica bilateralLuanda vai receber centenas de empresas chinesas para o Fórum Angola/China de Investimento, organizado pela Casa Civil do Presidente da República com o objectivo de fomentar a cooperação económica entre empresários.

Neste encontro, a decorrer terça e quarta-feira, vão estar cerca de 600 empresas dos dois países, avança a Unidade Técnica para o Investimento Privado (UTIP) da Casa Civil do Presidente da República. Em declarações à Angop, o director da UTIP, Norberto Garcia, adianta que este fórum pretende constituir-se como ponto de partida para a definição de um “ambiente propício” para a criação de estratégias empresariais que unam empresas privadas dos dois países. Com este novo olhar sobre as parcerias entre a China e Angola, abrem-se portas para que o investimento chinês em Angola avance para lá dos financiamentos meramente estatais, que tem sido a regra desde que, após o fim da guerra, em 2002, Pequim injectou muitos milhões em Angola através de linhas de crédito.

O director da UTIP sublinha ainda que “Angola será o primeiro país da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa que vai materializar o espírito das parcerias privadas que o Governo chinês está a propor ao continente africano, particularmente para Angola, fazendo com que os angolanos e chineses intensifiquem a cooperação em matérias de investimento privado e consolidem a concretização dos projectos existentes”. Criada há um ano, a UTIP é um órgão especializado que tem como missão apoiar o Presidente da República na condução e avaliação de projectos de investimento privado de montantes superiores a 10 milhões de dólares norte-americanos.

Leia:  Trump diz que melhorou a potência nuclear americana. A realidade é outra
LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas