680 Crianças deixam de estudar em condições precárias na Zambézia

Joana Cuambe – 


Quelimane – (Txopela) – O facto deve-se a entrada em funcionamento de uma nova escola localizada no povoado de Maulate, distrito de Namacurra, que antes esteve fixa no povoado de Mpite, no mesmo distrito.

A escola antes funcionava com duas classes que a primeira e segunda classes e depois da guerra e que depois veio a ser implantada no povoado de Maulate.

Antes a escola funcionava em instalações precárias e os alunos sentavam no chão.

Artur Abdula Mugema Director da Escola Primária do Primeiro e Segundo Grau de Maulate, disse estar feliz com a nova escola e que este facto fará com que haja menos desistências e melhoramento da qualidade de ensino.

Artur Mugema referiu que a nova escola terá um rácio de cinquenta alunos por turma, um bloco administrativo, três sanitários e cinco salas de aulas.

A escola esta orçada em 4 500 000 teve a duração de doze meses e contou com o Fundo de Apoio ao Sector de Educação (FASE).

Mugema afirmou que a escola tem um total de quinze professores, no ano de 2016 tinham cerca de 630 alunos e que para o ano de 2017 a escola vai ter 680 alunos deste número 311 são mulheres.

Na ocasião da leitura da mensagem da população de Maulate disseram uma valia receber uma escola e que esta vai ajudar a erradicar o analfabetismo.

Regina Florindo aluna da sétima classe na Escola Primária de Maulate referiu estar muito feliz e que vai passar a ter aulas em salas com melhores condições.

Por outro lado Mouridio Martins aluno da sexta classe disse estar feliz com a nova escola. #

 

 

Leia:  Corpo sem vida encontrado em Quelimane
LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas