Abertura do ano lectivo 2017: Director da ESG. 25 de Setembro aponta dedo aos seus subordinados

Jacinto Castiano


Quelimane (Txopela) – O director da Escola Secundaria 25 de Setembro na cidade de Quelimane,  Benjamim Jacinto, levanta dedo acusador aos seus subordinados, nesse caso específico docentes, de estarem a praticar muito absentismo, facto que tem estado a contribuir para um aproveitamento pedagógico não muito desejável, naquela que é a maior e mais antiga escola do ensino secundário ao nível da província da Zambézia.

Benjamim Jacinto fez este reparo na manhã desta sexta-feira (20) no contexto da abertura solene do ano lectivo 2017, um acto que contou com a presença de representantes do governo, pais e encarregados de educação, corpo docente, alunos e outros convidados.

De acordo com a fonte, há vários elementos que tem, estado na origem do aproveitamento pedagógico não muito encorajador, um dos quais, absentismo dos professores e alunos, incluindo a falta de acompanhamento dos educandos, por parte dos pais e encarregados.

Benjamim sublinhou na ocasião que o ano 2016 pode ser caracterizado ao nível da escola sob sua direcção como sendo bom, pois pode-se amealhar uma fasquia de 51%, do ponto de vista de aproveitamento pedagógico mas este nível percentual não é bastante encorajador.

Para reverter o cenário, Benjamim Jacinto, disse que neste ano lectivo, será feito um acompanhamento serrado por parte da direcção de modo que os professores e alunos exerçam suas actividades como devem de modo que os resultados sejam dignos de aplauso no final do ano.

É espectativa para 2017, que  a escola seja mais aglutinadora que antes do ponto de vista de incentivo de actividades que contribuam para o desenvolvimento dos alunos em todas vertentes, nomeadamente, actividades culturais e desportivas.

Leia:  Renamo deve cessar ataques - PRM na Zambézia

E porque é um imperativo nacional e internacional cuidar do meio ambiente, a cerimonia de abertura do ano lectivo 2017 na Escola Secundária 25 de Setembro, começou com plantio de árvores de fruta no recinto escolar. #

 

 

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas