Entre mortes e detenesões

 

Por:Anita Pinto – 


No distrito de Mocuba

Quelimane (Txopela) — Um corpo foi encontrado sem vida, trata-se de um indivíduo de nome e idade desconhecida que caiu nas mãos da população enfurecida no distrito municipal de Mocuba na última semana e que chegou a conhecer a morte segundo informações avançadas pelo Comando Provincial da Policia da República de Moçambique ao nível da Zambézia.

O facto acontece numa altura em que vem se registando naquela parcela da província um nível acentuado de recrudescimento do crime organizado, onde indivíduos na calada da noite assaltam residências e estabelecimentos comerciais .

Segundo depoimentos fornecidos pela PRM, a população diz-se agastada e estar cansada da situação, resolvendo fazer justiça pelas próprias mãos.

O Porta-Voz da Polícia da República de Moçambique na Zambézia , Miguel Caetano, refere que a PRM condena esta pratica e insta aos populares para trabalhar directamente com a PRM para a neutralização dos meliantes.

Caetano na mesma linhagem deixou ficar que “há uma trabalho que a polícia está a levar a cabo, com vista a identificação dos cabecilhas que perpetraram este acto, visto que a nossa lei proíbe o linchamento”. Concluiu#

No distrito de Ilé

Quatro indivíduos foram encontrados soterrados num desabamento de terra nas minas de Moiane no distrito de Gilé na província da Zambézia. Segundo fontes ouvidas pelo Semanário Txopela os quatro cidadãos de nomes que até ao momento não nos foi possível apurar com idades compreendidas dos 14 aos 25 anos, dois encontraram a morte no local quando uma cratera de terra desabou sobre a mina onde estes dedicavam-se a procura de recursos minerais para posterior venda no mercado negro, os outros dois foram evacuados para o hospital rural local para cuidados médicos.

Leia:  “O sangue de Max Love não foi derramado em vão”

O incidente teve lugar no dia 11 de Janeiro de 2017, o facto despoleta o debate sobre a empregabilidade juvenil na província dado que este facto acontece com jovens desempregados e sem condições financeiras que no vértice da pobreza encontram nesta actividade considerada como ilegal   uma forma de ganhar dinheiro sem no entanto avaliar os riscos que correm.#

Nos distritos de Nicoadala e Mulevala

Dois indivíduos foram atacados por crocodilos nos distritos de Nicoadala e Mulevala na província da Zambézia, trata-se de Estevão Jacinto de 60 anos de idade e Ciete José de 12 anos de idade respectivamente, ambos foram surpreendidos por crocodilos nas bermas do rio e devorados soube a nossa reportagem.

Trata-se um líder comunitário de terceiro escalão de Mubuzine, e uma menor de idade , os dois casos diferentes mas porem iguais tiveram lugar durante a semana passada. O corpo do líder comunitário encontra-se até então desaparecido, e a menor encontra-se nos cuidado intensivos do Hospital Rural de Mulevala.

Segundo o Porta-voz da Polícia República de Moçambique na Zambézia há um trabalho que a polícia está a levar a cabo com vista a localização do corpo desaparecido do líder comunitário.

 No distrito fronteiriço de Milange

Dois indivíduos estão a contas com a Policia da República de Moçambique em Milange por terem sido encontrados ilegalmente na posse de uma arma de fogo do tipo pistola, informou esta segunda-feira aos jornalistas o porta-voz da PRM na Zambézia.

Os indivíduos tentavam na altura comercializar aquela arma, mas as suas pretensões foram jogadas água abaixo dado que a PRM ao nível do distrital em tempo útil conseguiu neutralizar os criminosos e colocou-os a ver o sol aos quadradinhos.

Da mesma quadrilha, um meliante esta foragido entretanto a PRM garante que está no encalço para levar-lhe a barra da justiça “o trabalho está sendo levado a cabo para a neutralização de um dos comparsas com vista a perceber a proveniências desta arma. — esclarece a corporação.

Leia:  Governo deve assumir combate à corrupção como prioridade nacional - Defende Baltazar Ferrão - CIP

A pose de arma em Moçambique é permitido às forças policiais salvo nos casos permitidos pela lei onde indivíduos que pela natureza da sua actividade comercial ou não necessitam. A PRM continua a não conseguir recuperar a pose de armas na Zambézia das mãos de meliantes, facto é que vezes sem conta a imprensa vem publicando casos de invasão de residências com recurso a instrumentos contundentes e porte de armas de fogo.#

No distrito de Morrumbala

 Três menores foram encontradas sem vida nas margens do rio Ugomane no distrito de Morrumbala na província da Zambézia, segundo informações colhidas pela nossa reportagem as mesmas perderam a vida por afogamento. De acordo com fontes do Txopela estas regularmente faziam-se a aquele rio para tomar banho e outras actividades e que no entanto por não saber nadar acabaram sendo arrastadas pela fúria da corrente das águas dado que a chuva vem caindo com frequência e há registo assinalável de subida dos níveis do caudal do rio o que propicia acidentes desta magnitude. os corpos dos petizes foram localizados esta semana em alto estado de deterioração e entregue aos familiares para a realização de cerimonias fúnebres.#

 

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas