Japão reforça cooperação com Moçambique

16641101_1392905690743961_7631202667893245234_n-300x200 Japão reforça cooperação com MoçambiqueQuelimane (Txopela) – O Embaixador Japonês em Moçambique, Akira Mizutani, reuniu-se na manhã desta terça-feira (21) com o Governador da Província da Zambézia, Abdul Razak. Revisão das linhas de força, sobre a cooperação entre Moçambique e aquele país estiveram no topo da agenda.

Falando à Jornalistas minutos após o encontro, Akira Mizutani referiu que para a Província da Zambézia, o seu país focaliza-se na questão do desenvolvimento humano, agricultura com enfoque para a produção de arroz.

Além destas duas áreas, Japão está a investir no melhoramento das infra-estruturas rodoviárias, nomeadamente, construção e reabilitação de pontes e a titulo de exemplo, o País está a intervencionar na reparação de treze pontes, que vão de Nampevo-Gurué-Cuamba, acção começada em 2014 e por conta das cheias que se abateram sobre a província da Zambézia e um pouco pelo País colocou-se uma pausa forçada mas neste momentos as actividades já foram retomadas, apuramos. “Já redefinimos os projectos para a construção de tais pontes, de modo que sejam mais resilientes em caso de eventos extremos do género”, – assegurou o embaixador.

Sem avançar dados orçamentais para a materialização do projecto, a fonte explicou que além de pontes, a intervenção do Japão, abrange a componente melhoramento de estradas regionais ao nível da província da Zambézia.

Akira Mizutane, mostrou-se optimista quanto ao impacto económico que o melhoramento das vias pode trazer para Moçambique e tal facto, propicia maior abertura para Japão continuar a cooperar com Moçambique.

Razak antevê bons momentos económicos para Zambézia

Por seu turno, Abdul Razak, Chefe do Executivo da Zambézia, enalteceu a cooperação entre Moçambique e Japão na medida em que em última instancia a população da província é que sai beneficiada.

O dirigente olha com optimismo os impactos económicos que advirão da construção das pontes, para além do projecto de reabilitação do dique de Nante que protegerá os regadios de Intabué e Mudabunda que terão impactos bastante notáveis no aumento da produção e produtividade do arroz, que é uma das culturas de bandeira para a província da Zambézia, tendo em conta que o imperativo nacional assenta-se sobre a produção agrária, portanto, “agricultura missão 2016-2017”.

Leia:  Gilé: Administrador do distrito regressa a casa

Refira-se que Japão é um país considerado exemplo de resiliência, quando se tiver em conta a situação que passou no período pós-II Guerra Mundial, pois sabe-se pela História Universal, que o lançamento das duas bombas atómicas sobre as cidades japonesas de Hiroxima e Nagasáqui, constituiu uma verdadeira catástrofe para o país, catástrofe que foi revertida em menos de duas décadas. O reforço de cooperação com Moçambique, aparece no entanto, numa altura em que o País atravessa sérias dificuldades económicas resultantes da conjuntura internacional instável do ponto de vista económico, associado a factores conjunturais internos.

 

 

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas