Jornal Txopela sai as bancas com página em branco em protesto: “Não há respostas, não há notícias”!

“Não há respostas, não há notícias”!

Jornalistas-do-Jornal-Txopela--300x201 Jornal Txopela sai as bancas com página em branco em protesto:  "Não há respostas, não há notícias"!A edição desta semana do Jornal de Txopela, a número 30 foi distribuída com uma página praticamente toda em branco, como forma de protesto contra o silêncio cúmplice de Silvério dos Anjos,  Director do Gabinete Provincial de Prevenção Combate às drogas no desvio de mais de meio milhão de meticais das contas daquela instituição.

No espaço reservado para a notícia que deveria resultar da posição da instituição relactivamente ao escândalo despoletado por este semanário sobre o desvio de meio milhão de meticais das contas e a falta de energia a cerca de 8 meses na instituição lê-se apenas “liberdade de imprensa mutilada”.

Uma nota da direção do jornal a explica o boicote.

“A nossa manifestação de repúdio é contra o atropelo grave que a instituição, neste caso, o Gabinete Provincial de Prevenção Combate às drogas está a cometer a luz da lei do direito à informação ao negar disponibilizar informações de interesse público no caso de desvio de mais de 600 mil meticais das contas da instituição e má gestão comprovada do Gabinete, onde somam-se mais de 6 meses sem energia facto que vota os funcionários a inércia por não possuírem equipamento de trabalho funcional. Somos contra qualquer forma de actuação que sirva para amordaçar a imprensa e todos os princípios que tenham em vista ameaçar a liberdade de expressão e imprensa neste Pais. O Jornalismo exercido pelos profissionais deste órgão de comunicação faz-se através de confrontação de factos e realidades e do exercício do contraditório, há que combater esta censura que se procura impor aos jornalistas. Não podemos ser impedidos de fazer um jornalismo livre”.

Jornal Txopela submete recurso ao Governador da Zambézia

O Conselho Editorial do Jornal Txopela, submeteu esta terça-feira um requerimento ao Gabinete do Governador da Província da Zambézia, Abdul Razak a luz do cumprimento da Lei do Direito à Informação nº 34/2014 de 31 de Dezembro. De acordo com Zito Ossumane, Director do órgão de informação é inconcebível que “em meio de um caso de desvio de dinheiro público, um escândalo desta proporção ninguém seja ainda responsabilizado e o representante da organização refutar prestar esclarecimentos públicos ”. Ler mais 

Leia:  Prevalecem casos de crianças reclusas no País
LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas