PRM desmantela quadrilha e recupera arma de fogo em Nampula

Cristóvão Bolacha

PRM-300x169 PRM desmantela quadrilha e recupera arma de fogo em NampulaQuelimane (Txopela) – Uma quadrilha composta por quatro indivíduos que outrora protagonizavam assaltos à residências, estabelecimentos comerciais e pessoas indefesas na via pública com recurso a uma arma de fogo do tipo pistola, no distrito de Meconta, província de Nampula, foi desmantelada pela Polícia da República de Moçambique (PRM) naquela circunscrição geográfica, no dia 09 do corrente mês.

Desde os finais do ano passado, a população do distrito de Meconta, na capital nortenha de Moçambique, tem vindo a viver momentos de pânico. O medo caracterizado pelo clima de tensão e insegurança, quer na via pública, quer nas residências, assim como estabelecimentos comerciais, tomava conta dos residentes.

Dados em nosso poder indicam que o caso mais recente da quadrilha foi dado há sensivelmente duas semanas, onde com recurso a arma de fogo, assaltaram um estabelecimento comercial e se apoderaram de vários bens, além de um montante ainda não especificado.

Movidos pelo elevado número de denúncias, os agentes da Polícia da República de Moçambique (PRM) no distrito de Meconta, foram obrigados a desenvolver diligências com vista a por fim a situação, daí que só no dia 09 do corrente mês é que a missão resultou na neutralização de quatro membros da quadrilha e igualmente a recuperação da arma de fogo do tipo pistola.

Segundo o porta-voz do Comando Provincial da PRM em Nampula, Zacarias Nacute, a corporação desconhece a origem da arma de fogo que ilegalmente estava na posse dos indivíduos ora neutralizados, que usavam para criar pânico no seio das suas vítimas, de modo a colaborar de maneira forçada em tudo o que precisassem.

A fonte disse ainda que, durante a semana transacta, foram recuperados, além da arma de fogo do tipo pistola, diversos bens, dentre eles, uma viatura, duas motorizadas, um computador completo e dois telemóveis. Aguarda-se a reclamação dos bens por parte dos respectivos proprietários consoante as denuncias feitas as sub-unidades da PRM.

Leia:  Ponte sobre o Rio Chipaca: Um atentado a vida

Embora com grande avanço em relação a recuperação da arma de fogo que se encontrava em mãos alheias, a corporação afirmou que comparativamente ao igual período do ano passado, houve uma redução dos crimes cometidos, que chegaram a atingir 19 casos contra os actuais sete.

Ainda na província de Nampula, durante a semana em análise, foram encaminhados as celas das diversas sub-unidades policias, um total de 50 indivíduos, dos quais 9 deles, por envolvimento nos 7 casos criminais registados. Nacute referiu que a corporação vai continuar a envidar esforços no sentido de garantir a Ordem e Tranquilidade Pública.

 

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas