QUELIMANE: Conselho Municipal chumba obras da Ceta construções

Joana CuambeIMG_8784-300x200 QUELIMANE: Conselho Municipal chumba obras da Ceta construções

Quelimane (Txopela) — Trata-se de uma estrada com uma extensão de mais de dois quilómetros cujas obras de asfaltagem estão sob responsabilidade da Nacional Ceta Construções, num investimento de 15 milhões de meticais, dinheiro proveniente dos cofres do Estado através do Fundo Nacional de Estradas.

A via em causa, cuja conclusão da empreitada esteve prevista para Dezembro último, atravessa dois bairros populosos de Quelimane, nomeadamente Coalane e Sangariveira. O seu traçado é de cerca de 3 quilómetros até a ponte de Ivagalane, mas, devido a limitações financeiras, a asfaltagem contemplou, por enquanto, aproximadamente cerca de 2 quilómetros.

A edilidade recusou recentemente em receber a obra das mãos da empresa Ceta Construções alegando má qualidade, informou ao Jornal Txopela Yassin Calú, Vereador de Infra-estruturas no Conselho Municipal de Quelimane que segundo suas palavras a sua instituição não recebeu a estrada por ter observado irregularidades grossas na obra.

A decisão foi tomada sob orientação de Daviz Simango, Presidente do Município da Beira que esteve de visita à Quelimane a dias na condição de Presidente do MDM para dentre vários pontos avaliar o nível de execução do plano de governação do seu partido nesta circunscrição geográfica. Na ocasião aquele dirigente com carteira de engenheiro civil aconselhou a edilidade local a mandar rever a infra-estrutura rodoviária sublinhado que alguns elementos não foram observados e ou deixados de fora facto que compromete a qualidade da obra.

Questionado se a edilidade não possui técnicos qualificados para avaliar questões como as de género, Calú foi robusto em afirmar que a instituição tem técnicos qualificados mas que não tem técnicos com a experiência que o engenheiro Daviz Simango possui. Portanto que a observação feita pelo edil da Beira veio sustentar a posição da edilidade local.

Leia:  Numa clara situação de fogo posto: Jovem morre carbonizado

O Conselho Municipal de Quelimane garante que não irá inaugurar a infra-estrutura rodoviária até que as irregularidades sejam resolvidas e que neste momento a vereação que superintende questões de construção no município já notificou a Ceta Construções para tratar do assunto.

Yassin Calú, tranquiliza aos munícipes advogando de que a edilidade não sairá prejudicada em termos financeiros pois o valor que ainda tem por pagar a referida empresa é suficiente para lançar um novo concurso de adjudicação e resolver o problema.

Ceta retira equipamento de Quelimane

Um dos pontos fortes deste imbróglio é a retirada da máquinaria pesada nas obras de asfaltagem do troço Benedito-Sangariveira, facto que foi contestado pelo Conselho Municipal de Quelimane.

A retirada do equipamento de trabalho não é do conhecimento e nem consentimento do contratante, reagiu Yassin Calú Vereador da área. Segundo informações colhidas, finda as obras de asfaltagem do troço no período de conversações, a empresa retirou as suas máquinas do circuito de Quelimane alegadamente porque possui um estaleiro para parquear.

Embora decepcionado Yassin Calú disse que é prematuro falar em burla entretanto preocupação existe pela ausência, pela má qualidade e abandono da obra. Ao que apuramos o Conselho Municipal de Quelimane no contrato é devedor e em atrasos grossos de pagamento a Ceta Construções.

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas