Quelimane sem fundos para planos de desenvolvimento

IMG_9118-300x200 Quelimane sem fundos para planos de desenvolvimentoQuelimane (Txopela) — O Governo do Distrito de Quelimane queixa-se de estar a ser colocado a leste no capítulo de alocação de recursos financeiros para o seu pleno funcionamento, o chefe da administração aponta o dedo acusador a Direcção Provincial de Economia e Finanças da Zambézia, falando recentemente no decurso de um encontro de avaliação dos últimos dois (02) anos de exercício do actual administrador, Carlos Carneiro, este explicou que até pelo menos o primeiro semestre do presente ano, o Governo Distrital de Quelimane não recebeu fundos de investimento interno, cuja verba é orçada em 21 milhões de meticais. Quanto ao fundo de desenvolvimento distrital, vulgo sete milhões, o Governo local não recebe a dois anos. Este ano, a instituição devia receber pouco mais de seis milhões de meticais, o que até aqui não aconteceu.

Tais factos segundo justificou Carlos Carneiro vêm atrasando sobremaneira o desenvolvimento socioeconómico da circunscrição que dirige, advogando que baixaram drasticamente os números de novos edifícios públicos erguidos e actividades realizadas pelas direcções distritais, as áreas que foram mais afectadas são as de saúde e educação, embora recebam maior bolo orçamental este esteve aquém das necessidades.

O Semanário Txopela abordou sobre o assunto o Director Provincial de Economia e Finanças da Zambézia, Graciano Francisco este minimiza o assunto “todos os distritos da Zambézia estão na mesma situação, não é só Quelimane, como sabem estamos a enfrentar uma crise financeira no país ” — justificou

Graciano Francisco adianta que a não disponibilização de verbas publicas reflecte-se em todos os sectores governamentais e estatais da província da Zambézia ao que segundo relata “é necessária uma distribuição equitativa do pouco que temos”. A actual situação económica é vaticinada como sensível pelos orçamentólogos daquela instituição que controla o dinheiro público ao nível da província central da Zambézia.

Leia:  Manuel de Araújo eleito vice-presidente do ICLEI África

Abdul Razak, Governador da Zambézia, falando ao Semanário Txopela diz entender as inquietações e o impacto que advêm para a prossecução dos objectivos do Governo do Distrito de Quelimane conquanto solicita maior paciência a população e aos gestores públicos.

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas