QUELIMANE: Vandalização de sinais reguladores de tráfego preocupa autoridades municipais

20229707_10155511761632152_7653814333201680674_o-169x300 QUELIMANE: Vandalização de sinais reguladores de tráfego preocupa autoridades municipais

Av. Eduardo Mondlane com Av. Heróis de Libertação Nacional, vulgo Sagrada

Quelimane (Txopela) — Há sinais de vandalização de um dos sinais reguladores do tráfego na sagrada família, porta de entrada à zona cimento da cidade de Quelimane.

 O Conselho Municipal de Quelimane, através do seu presidente, Manuel de Araújo já reagiu e vaticina de que é obra de “pessoas descontentes com o desenvolvimento da urbe” embora até ao momento sejam desconhecidos os indivíduos por detrás desta astúcia que lesa o Conselho Municipal de Quelimane em cerca de 50 mil meticais e aos utentes daqueles serviços que tem ajudado sobremaneira a diminuir os casos de acidentes de viação nos últimos anos ao nível da autarquia.

A Reportagem do Semanário Txopela esteve no local e apurou que trata-se de duas luzes principais que foram arrancadas impedido desta forma o normal funcionamento do semáforo em alusão. Na notícia divulgada pela publicação oficial da Autarquia, referem-se há dois casos nomeadamente da “Av. Eduardo Mondlane com Av. Heróis de Libertação Nacional, vulgo Sagrada, onde retiraram da caixa de sinalização duas luzes (verde e amarela) e no entroncamento da Av. Agostinho Neto com a Av. 25 de Junho”. – Lê-se no Autarca, publicação do Conselho Municipal de Quelimane.

20229707_10155511761632152_7653814333201680674_o-169x300 QUELIMANE: Vandalização de sinais reguladores de tráfego preocupa autoridades municipais

Entroncamento da Av. Agostinho Neto com a Av. 25 de Junho

Entretanto o Semanário Txopela ouviu populares e estes esclarecem sobre este último caso de que a estrutura metálica que suportava o semáforo encontrava-se em alto estado de deterioração e segundo o julgamento popular tal facto esteve na origem da queda do sinal regulador.

O Governo Municipal de Quelimane acredita que tais acções estejam a ser desenvolvidas “pela insatisfação política”advogando que há forças politicas contra o desenvolvimento da cidade.

Leia:  Moradores de Cossore privados de água potável

 

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas