VIAGENS DE MANUEL DE ARAÚJO AO ESTRANGEIRO: “São (ilegais) e de interesses pessoais”

manuel-araujo-300x246 VIAGENS DE MANUEL DE ARAÚJO AO ESTRANGEIRO:  “São (ilegais) e de interesses pessoais”

-Rijone Bombino, Chefe da Bancada da Frelimo na AM de Quelimane

Quelimane (Txopela) — Cresce o ambiente de crispação e os tons de repudio as viagens frequentes do Presidente do Conselho Municipal de Quelimane, Manuel de Araújo ao estrangeiro ganham um tom cada vez mais agudo, facto é que o actual autarca da capital provincial da Zambézia sempre foi confrontado ao nível do circuito partidário (MDM), membros que compõem o governo municipal, sociedade civil e demais organismos da sua ausência quase que permanente de Quelimane.

Aos olhos dos munícipes principalmente tal facto revela falta de interesse em dirigir os destinos da cidade, partidos políticos acusam-no de estar a tratar agendas pessoais distantes dos assuntos de desenvolvimento de Quelimane. Manuel de Araújo pronunciou-se em diversas ocasiões sobre o assunto e justifica “Estou a vender a imagem de Quelimane além fronteiras ”

Frelimo exige à Araújo prestação de contas aos munícipes

A bancada da Frelimo na Assembleia Municipal de Quelimane através do chefe da bancada, Rijone Bombino mostra-se agastada com a situação e condena com veemência ao que considera de falta de respeito pelo órgão deliberativo e aos munícipes, as ausências sem agendas pré-conhecidas pelos membros da AM e pelos munícipes da autarquia. A Frelimo refere que há necessidade urgente de Manuel de Araújo começar a prestar contas sobre as suas ausências da autarquia, quanto custa ao erário público as suas saídas e os resultados/benefícios directos aos munícipes. Bombino falando ao Semanário Txopela exigiu explicações formais e plausíveis sobre as causas do adiamento da primeira sessão extraordinária daquele órgão deliberativo inicialmente agendada para terça-feira última mas reprogramada a última hora para o próximo dia 26 do mês em curso que segundo justificam fontes internas ouvidas pelo Txopela, tal facto deveu-se a ausência do edil, Manuel de Araujo do raio autárquico a pouco mais de 1 mês.

Leia:  Embaixador do Japão preocupado com a degradação das pontes em Quelimane

O chefe da bancada pelo partido Frelimo na Assembleia Municipal de Quelimane, Rijone Bombino refere que o adiamento do encontro, adia também o desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida dos munícipes, a sessão em alusão visava o reajuste do orçamento da edilidade e da assembleia municipal para este ano. A bancada da Frelimo na Assembleia Municipal de Quelimane considera de ilegais as viagens do presidente da autarquia, Manuel de Araújo ao estrangeiro pelo facto da sua bancada não ter recebido uma comunicação oficial sobre a deslocação e objectivos.

 “Essas ausências, nós não tomamos conhecimento, sentimos que isso tudo, são interesses pessoais e partidários e até certo ponto ausências dessa natureza só despende dinheiro dos munícipes e isso é um prejuízo ao desenvolvimento da nossa autarquia ”—  Rijone Bombino, advoga que o presidente do Conselho Municipal de Quelimane não deveria ausentar-se nos períodos das sessões da Assembleia Municipal, para além de desconhecer-se os ganhos directos das saídas do autarca, também engrossam a lista deste imbróglio acusações de uso das verbas municipais para atender agendas pessoais e beneficiar-se das suas funções para tratar de negócios e outra natureza de assuntos dentre os quais académicos.

 

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas