Araújo exige celeridade na construção de infra-estruturas públicas

Sérgio Zacarias

IMG_3542-300x200 Araújo exige celeridade na construção de infra-estruturas públicasQuelimane (Txopela) — O Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Quelimane, Manuel de Araújo, exigiu recentemente celeridade na execução das obras que estão em curso na autarquia para permitir segundo explicou que as infra-estruturas estejam concluídas até o início das festividades do dia da cidade (21 de Agosto).

Na visita feita às obras de pavimentação da Av. Dr António Leitão Marques para constatar o nível de execução, Manuel de Araújo, frisou a necessidade de se proceder adenda no concurso para incorporar naquela avenida de vias de escoamento das águas pluviais, na perspectiva de garantir longevidade da infra-estrutura. Também, orientou a retirada de bancas dos vendedores que fazem a comercialização de produtos alimentares ao longo daquela avenida.

Segundo uma nota da autarquia enviada a nossa redacção com a conclusão das obras de construção da estrada vai-se conferir uma nova imagem à área em que milhares de munícipes têm como centro de comercialização mais próximo o mercado do Brandão. Além disso, constitui medida da edilidade para garantir a mobilidade e seguridade no trânsito rodoviário.

O Director de Estradas, Pontes e Valas de Drenagem no Conselho Municipal, António Mundeia, garantiu que tudo está a ser feito para que em breve as obras de pavimentação possam estar concluídas para que melhore a vida das famílias e a circulação rodoviária numa zona com trânsito caótico, devido a grande circulação de pessoas e bens que frequentam o mercado Brandão.

No seguimento da visita, o Edil escalou os mercados e as paragens dos autocarros e transportes semicolectivos, onde estão em curso as obras de construção de 7 sanitários públicos. Foi constatada a evolução das obras de desenvolvimento urbano, que na avaliação técnica estão a 90% de execução.

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas