“Vamos resgatar Quelimane”— Jaime Mario, OJM

DSC0129-263x300 “Vamos resgatar Quelimane”— Jaime Mario, OJM

Jaime Francisco Mario, Secretario da Organização da Juventude Moçambicana ao nível da cidade de Quelimane

Quelimane (Txopela) – O Semanário Txopela abordou recentemente, Jaime Francisco Mario, Secretario da Organização da Juventude Moçambicana ao nível da cidade de Quelimane para um balanço do seu mandato, principais dificuldades no exercício das suas actividades e os planos vindouros, especificamente qual papel espera prestar nas próximas eleições autárquicas agendadas para 2018.

O nosso entrevistado vaticina maior empenho dos seus membros ao nível desta parcela do Pais como ferramenta determinante para os próximos embates políticos e sintetiza “iremos recuperar Quelimane do controle do MDM”, a sua afirmação segundo justificou baseia-se no nível de aprovação popular do actual governo municipal comandado por Manuel de Araújo que classificou de “baixo”.

Jaime Mario classifica com base no termómetro politico actual a sua liderança como sendo encorajadora e cita exemplos “temos trabalhado nas localidades e zonas recônditas desta cidade onde as promessas do actual governo municipal, ficaram apenas nisso, promessas e não há nenhum indicador de desenvolvimento, vamos falar de Inhangome por exemplo, foram lá pedir votos agora votaram ao esquecimento os munícipes que vivem lá”.

Acompanhe em discurso directo a conversa com o nosso entrevistado desta semana:

Txopela: OJM é um dos braços importantes para Frelimo qual o vosso nível de preparação para os próximos pleitos eleitorais, dado que vezes sem conta há pronunciamentos públicos de dirigentes do partido segundo os quais tencionam resgatar Quelimane do controle do MDM?

Jaime Francisco – Estamos preparados ao nível da base com único principio que é conquistar os municípios que estão sob liderança da oposição e manter os que estão sob comando do nosso partido.

Leia:  Para responder a eventos extremos: Zambézia possui cerca de 27 milhões

Txopela: Ainda bem que toca neste aspecto, a Frelimo esteve reunida recentemente em Milange para avaliar a prestação dos municípios sob sua gestão, qual é a conclusão a que chegaram?

Jaime Francisco – Positiva! Primeiro, houveram avanços significativos nos últimos anos da forma de Governação dos dirigentes da Frelimo, há progressos assinaláveis nas várias frentes de desenvolvimento em todos os municípios e os edis tem uma aproximação com os munícipes e moram nas cidades onde presidem facto que não se verifica em outros cantos como Quelimane…

Txopela – Esta ausência há que se refere, pode ser uma força catalisadora para que os munícipes de Quelimane abandonem Araújo ou o MDM depois de algumas realizações fortes que assistimos nos últimos anos?

Jaime Francisco – De principio eu como residente na cidade de Quelimane tenho sentido uma ausência quase que total do presidente do município do raio autárquico, esta ausência não é porque esta em outro distrito, outra província mas sim fora do país em períodos que chegam até um mês. Não se faz sentir nas actividades de peso onde necessita-se a presença dele, só para aclarar os funcionários do Conselho Municipal de Quelimane chegam a ficar um mês porque não dois por completo sem auferirem os seus salários porque o edil foi tratar agendas desconhecidas por eles, pelo seu partido enfim… datas comemorativas e por ai segue, a mensagem que estamos a fazer passar agora a população é que queremos um presidente presente não ausente como este e isso só é possível com a Frelimo.

Txopela: Sabemos que o Presidente tem vereadores que vezes há que o substituem em cerimonias de estado ou assuntos de decisão urgente….

Leia:  Gilé: Administrador do distrito regressa a casa

Jaime Francisco – Esta ai o imbróglio, os munícipes não elegeram vereadores eles são indicados por Manuel de Araújo e são da confiança dele não da população, há assuntos cuja responsabilidade recai ao presidente da autarquia e podem ser solucionados apenas por ele.

Txopela: Trabalhos actuais da OJM cidade…

Jaime Francisco – Estamos a trabalhar em todas as zonas e recentemente ganhamos dois novos postos administrativos que são Madal e Maquival, temos vindo a formar cúpulas da OJM nestes locais que fiz menção com o objectivo único de fazer passar a mensagem daquilo que são as realizações do Governo indo do topo a base e preparar o terreno para o nosso candidato ao município de Quelimane que será apresentado nos próximos tempos à população.

Txopela: Planos até as eleições?

Jaime Francisco: Realizar todas as actividades previstas para o presente ano que se asseguram nas questões de máxima divulgação das acções do partido, adesão de novos membros e auscultar a população sobre quais aspectos devem constar da lista de prioridades do governo da Frelimo que ira concorrer ao município de Quelimane em 2018.

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas