90 anos depois, Francisco regressa a sua terra natal

Francisco-Prospero-300x200 90 anos depois, Francisco regressa a sua terra natal

Quelimane (Txopela)Francisco Prospero de nome completo esteve ausente da sua terra natal por mais de noventa anos, voltou a cidade de Quelimane para junto dos seus conterrâneos comemorar os setenta e cinco anos de elevação de Quelimane à categoria de Cidade. E o sentimento estampado em seu rosto não podia ser diferente, emoção.

Conta que deixou a terra que o viu nascer (Quelimane) em 1927 com apenas sete anos de idade com destino à Portugal, concretamente a cidade de Leiria onde viria a passar o resto da sua vida dedicando-se aos seus estudos e posteriormente a sua profissão sem em algum momento ter a esperança de um dia voltar a colocar os pés no solo onde aprendeu a marcar os primeiros passos.

Nas suas buscas por investimentos em terras estrangeiras, o Edil de Quelimane, Manuel de Araújo foi fazer aquela que considera ser a sua maior descoberta desde que tomou o poder em 2012: “Quando cheguei a Leiria anunciei as comemorações dos 75 anos deelevação de Quelimane à categoria de cidade e quase todos os Maquelimanes residentes naquela cidade mostraram-se disponíveis a fazer parte das comemorações, no entanto o que mais me chamou a atenção foi um jovem, (…) um jovem chamado Prospero que mesmo com a sua idade condicionantepredispôs-se a viajar para Quelimane para participar destas festas. De tudo o que aconteceu durante essas comemorações, a vinda à Quelimane de senhor Prospero de 97 anos de idade foi o que mais me marcou”. – Explicou Manuel de Araújo.

O regressado para além de mostrar que ainda tem nas veias o carisma que identifica os Zambezianos, dirigiu-se aos participantes da cerimónia de lançamento do livro “Cada ver em vez de viverda escritora EmmyXyx, no Salão nobre do Conselho Municipal da Cidade de Quelimane, de forma lírica e poeticamente aduziu para fora o quão ama a cidade de Quelimane: “Portugal está e sempre estará na minha mente porque é lá onde me formei e adquiri todos os conhecimentos que tenho e todas as minhas habilidades profissionais, mas Quelimane está e sempre estará no meu coração porque é aqui onde nasci e marquei os primeiros passos da minha vida” – Palavras de Prospero.

Leia:  A Frelimo precisa de encontrar no congresso, uma oportunidade para construir uma nova utopia — Jessemusse Cacinda

Prospero, deixou fortes conselhos aos naturais e residentes em Quelimane, principalmente a camada juvenil no sentido de usarem tudo ao seu alcance, manterem os hábitos e costumes do povo Chuabo porque só assim poderão as gerações vindouras receber os ensinamentos necessários para que as suas vidas sejam saudáveis e longe de deturpações.

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas