Com ajuda do árbitro: Selecção da Zambézia vence VCF Wondered FC de Blantyre

Quelimane (Txopela) — Em comemoração dos 75 anos de elevação de Quelimane à categoria de cidade, ao Selecção de Quelimane realizou uma partida amigável contra V.C. Forward Football Club de Blantyre – Malawi, no campo de Ferroviário de Quelimane.

Numa partida praticamente dominada pelos visitantes a Selecção dos jogadores Zambezianos de futebol, teve que se apoiar aos ombros do árbitro da partida para através das suas constantes intervenções inapropriadas no jogo puxar a partida as penalidades.

Com o V.C.F.F.C Blantyre a obrigar o seu adversário a jogar a defender, saindo nalgumas vezes em contra-ataques, os donos de casa tiveram somente dois momentos dignos de realce: a investida feita pelo lateral directo aos 14 minutos da segunda parte do jogo e que obrigou o guarda-redes malawiano a se redobrar numa defesa acrobática e um remate a queima-roupa de Olelo com a camisola 7 nas costas que passou milimetricamente ao lado da baliza dos malawianos. De resto, nada mais se viu dos donos de casa se não a defender as reiteradas descidas do adversário no seu meio-campo.

O jogo que terminou empatado a zero, teve o seu desfecho na marcação de grandes penalidades onde Quelimane venceu por 4-3 entre muitos protestos dos malawianos, especificamente o capitão Moses Ndalemeka que mostrou-se inconformado com o resultado, chegando até a chamar os árbitros a irem a Malawi para aprender como se apita uma partida de futebol.

Falando em exclusivo ao Txopela, Ndalemeka disse não fazer sentido que num momento em que estamos perante um jogo de âmbito amigável um árbitro que se diz credenciado pela Federação Moçambicana de Futebol venha a por abaixo todos os esforços das autoridades governamentais no sentido providenciar aos seus cidadãos um bom espectáculo de futebol.

Leia:  CMCQ oferece equipamento de trabalho aos árbitros

No final do jogo, WildNdipo, Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Blantyre mostrou-se satisfeito com a sua estadia no território do seu homónimo Manuel de Araújo e promete que num futuro muito breve poderá levar os jogadores de Quelimane a Malawi para poderem mostrar a sua forma de jogar aos malawianos e desfrutar da beleza natural daquele país.

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas