DIALOGO SOCIAL: Jornalistas capacitados na cidade da Beira e Nampula

Luis de Figueiredo

IScos-Mozambique-300x169 DIALOGO SOCIAL: Jornalistas capacitados na cidade da Beira e NampulaBeira (Txopela) — Cerca de vinte comunicadores baseados nas províncias da região centro de Moçambique estiveram reunidos na cidade da Beira, na passada quarta-feira 30 de Agosto, para participar de um seminário de capacitação em matéria de recolha, tratamento, e divulgação de notícias referentes ao diálogo social nas instituições públicas e privadas moçambicanas.

O seminário organizado sob auspicio do projecto “Saber para Participar” da ISCOS, uma organização italiana de sociedade civil voltada para a promoção de diálogo social nas instituições de trabalho, para criação de um clima cada vez melhor entre os detentores do capital e a força de trabalho, estiveram presentes jornalistas provenientes de vários órgãos de comunicação social das províncias de Zambézia, Sofala, Tete e Manica.

Na abertura do seminário Stefano Frascas, representante do projecto em Moçambique, disse que a iniciativa visa dotar os jornalistas de ferramentas que os permitam produzir matérias que contribuam para a mitigação dos conflitos nas instituições laborais. “Está iniciativa visa essencialmente fazer com que os jornalistas não escrevam matérias relacionadas ao diálogo no contexto conflituoso como por exemplo quando colaboradores de uma certa empresa estão em greve, muitas são as vezes em que os órgãos de comunicação social divulgam situações que atiçam este conflito falando da greve de uma forma parcial, no lugar de procurar trazer as reais motivações que levaram as partes a chegar ao ponto de ruptura”.

Para Stefano, a promoção do diálogo social nas instituições é uma questão muito importante para a classe laboral, visto que permite que as partes possam encontrar saídas em casos de se encontrar em situação que os possa levar a um conflito eminente.

Leia:  Centro de Saúde de Coalane: Pessoal de saúde acusado de cobranças ilícitas

Os participantes louvaram a iniciativa do projecto e predispuseram-se a usar os conhecimentos adquiridos para contribuir para a minimização de casos de conflitos laborais nas empresas, despoletando situações que poderão causar conflitos nas empresas e promovendo o diálogo tripartido onde o Estado desempenha um papel preponderante dado que para além de ser o legislador, também tem o papel de empregador.

Refira-se que três profissionais do Semanário Txopela participaram do encontro nas cidades de Nampula e Beira.

 

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas