Chupa sangue volta a aterrorizar Zambézia

Luís de Figueiredo

Miguel-Caetano-PRM-Zambezia-300x150 Chupa sangue volta a aterrorizar ZambéziaQuelimane (Txopela) —Cinco indivíduos estão a contas com a Polícia da República de Moçambique na localidade de Muiane, distrito de Gilé na província da Zambézia, acusados de fomentar rumores sobre a existência de chupa sangue naquele ponto da província e promover actos de vandalismo e desordem no seio das comunidades.

A informação foi avançada esta segunda-feira 16 de Outubro, pelo Porta-voz da Policia da Republica de Moçambique na província da Zambézia Miguel Caetano, no habitual briefing semanal das ocorrências policiais.

Miguel Caetano disse que os vândalos saquearam bens da loja de um agente económico local, vandalizaram a sua residência do chefe do Posto Administrativo, fizeram o mesmo na residência do Secretario do Partido Frelimo local e dirigiram-se ao posto policial local onde tiveram uma pronta reacção da polícia que conseguiu dispersá-los.

Apos terem fugido em debandada, a polícia envergou acções de perseguição que culminaram com a detenção dos cinco indivíduos e a recuperação de 14 motorizadas, diversos computadores e outros eletrodomésticos.

Refira-se que durante os confrontos não foi registado nenhum caso de morte, entretanto, a polícia diz que esta a trabalhar no sentido de apurar o número real de feridos que eventualmente poderiam derivar deste incidente.

O Porta-voz da Policia da República de Moçambique na Zambézia apelou a população em geral de modo a não cair nas astúcias dos indivíduos que à calada da noite, promovem o boato de chupa sangue com o intuito de desviar as atenções das pessoas e saquear os seus bens. Outra grande preocupação apresentada por Miguel Caetano quanto ao chupa sangue, tem a ver com indivíduos que, movidos pela inveja e pelo desejode sabotar, propalam informações segundo as quais um certo agente económico em conivência com as autoridades locais está a desenvolver actos de transfusão clandestina de sangue, como foi o caso de Muiane no distrito de Gilé.

Leia:  Empossados novos secretário dos Bairros no Município da Beira

Miguel Caetano lamentou o sucedido e afirmou que a policia continuara no encalco dos outros membros do grupo que ainda estão a monte no sentido de capturá-los, conduzi-los aos tratamentos judiciários e recuperar os outros bens ainda por achar.

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas