Cimeira de Mulheres aborda liderança feminina

Gabriel_Chalita-300x295 Cimeira de Mulheres aborda liderança femininaO académico brasileiro, Gabriel Chalita, será figura principal da Cimeira das Mulheres Líderes de Moçambique. Chalita, ao falar do evento que terá lugar no Hotel Radisson Blu, em Maputo, nos dias 1 e 2 de Novembro, a partir das 8 horas, defendeu que “as diferenças não podem justificar as desigualdades”.

“Convivi e convivo com mulheres que conseguiram superar as adversidades e liderar a própria história. E provaram que as diferenças não podem justificar as desigualdades” afirma o académico brasileiro.

A Cimeira organizada pela African Influence Exchange (AIE), tem como objectivo reunir mulheres  líderes  que representam o mundo de negócios, Governo, meio académico e cultural bem como homens influentes, com vista a dar novas perspectivas a influência das mulheres num Cenário Global.

Este encontro procura redefinir o conceito de liderança, ouvir das mulheres líderes influentes que lidam com os desafios no quotidiano, os pontos fundamentais para o empoderamento da mesma, desafiar estereótipos e tendências inconscientes, definir metas, desenvolver um plano de acção organizacional, implementar ferramentas para mudanças e criar um networking para ajudá-las a estabelecer conexões duradouras com outras mulheres líderes.

Chalita é um filósofo brasileiro, escritor, actualmente professor de Filosofia do Direito na PUC/SP e na Universidade Mackenzie, vem a Moçambique como orador convidado. Questionado sobre a relevância desta Cimeira, Chalita afirma que o respeito é um dos pontos importantes de abordagem em relação aos géneros.“Que as mulheres e os homens se respeitem. O mundo fica melhor quando ser diferente não significa ser superior ou inferior”.

Refira-se que nesta Cimeira estarão presentes mulheres com cargos distintos em diversas organizações bem como na política, com destaque para a ex-primeira Ministra de Moçambique, Luísa Diogo, a Directora Central do BCI, Paula Boca, a Presidente da Federação das Mulheres Empresarias e Empreendedoras da CPLP, São Abdula e a Vice-presidente da mesma organização em representação do Brasil Mónica Monteiro, representantes de outras instituições bem como empresas particulares com lideranças Femininas.

Leia:  Mãe dá luz e enterra seu filho no quintal da sua casa no bairro Cololo em Quelimane.

 

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas