Feira da biodiversidade movimenta perto de 3 mil estudantes em Quelimane

Quelimane (Txopela) — O salão de reuniões do Instituto de Formação de Professores de Quelimane foi muito pequeBiofund-300x200 Feira da biodiversidade movimenta perto de 3 mil estudantes em Quelimaneno para receber semana finda, os diversos visitantes que afluíram em massa a uma feira de promoção da biodiversidade que esteve patente naquela instituição académica denominada Biofund.

A feira Biofund é um espaço privilegiado onde os estudantes, docentes e demais populares poderão apreciar as mais diversas potencialidades ecoturísticas que o Pais dispõe, as espécies que compõem a flora e a fauna nacional, seus habitats e principais factores de risco da sobrevivência das mesmas. Este ano, a biofund foi realizada em Quelimane e contou com a participação de cidadãos pertencentes a diversos extratos sociais da nossa sociedade.

Marcos Lourenço, Director Adjunto Cientifico-Pedagógico do Instituto Superior de Humanidade, Ciências e Tecnologia da Universidade Politécnica- Delegação de Quelimane, disse a equipa de Reportagem do Semanário Txopela que o espaço proporcionado pelo Biofund constitui um alicerce para a construção da mentalidade ecológica que pretendemos cultivar no seio das nossas crianças.

O Txopela apurou junto dos visitantes da feira que na sua maioria eram estudantes das escolas circunvizinhas da cidade de Quelimane que aprenderam bastante com a feira e desmistificaram varias informações que traziam nas suas mentes sobre algumas espécies faunísticas que existem em Moçambique, para além de conhecer os vários lugares de conservação natural existentes no País como parques e reservas especiais.

Laura Serra, estudante do curso de electricidade no Instituto Industrial e Comercial 1º de Maio de Quelimane precisou que adquiriu muitas informações sobre algumas espécies faunísticas das quais so ouvia dizer que existiam, no entanto nunca havia visto uma imagem ilustrativa dos tais animais. Com a feira Biofund, Laura conseguiu conhecer por exemplo, o Rinoceronte através das imagens tao reais apresentadas nas telas de exposição, para além da explicação e acompanhamento que recebeu por parte dos auxiliares que semostravam sempre prontos para apoiar em casos de dúvidas sobre qualquer aspecto.

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas