Quelimane participa no 3º encontro anual do Pacto de Política de Alimentos

Milao-300x225 Quelimane participa no 3º encontro anual do Pacto de Política de AlimentosQuelimane (Txopela) — Quatrocentos autarcas, incluindo o edil de Quelimane, Manuel de Araújo, peritos e delegados da cidade do Pacto de Política de Alimentos Urbanos de Milão reuniram-se em Valência de 19 a 21 de Outubro de 2017 para discutir sistemas alimentares sustentáveis ​​no âmbito do terceiro encontro anual do pacto de política de alimentos urbanos de Milão.

O Pacto de Política de Alimentos Urbanos de Milão (MUFPP), o primeiro protocolo internacional sobre políticas sustentáveis ​​de alimentos urbanos, foi lançado em Milão em 2015 e foi assinado por 159 cidades até agora. A reunião de presidentes dos municípios e funcionários das cidades é uma oportunidade para as autarquias signatárias trocar ideias e compartilhar seus progressos no cumprimento dos objectivos do Pacto.

“Está nas mãos dos presidentes municipais para lançar o terreno para a participação de cada cidade no sentido de enfrentar este desafio global, e as cidades têm que compartilhar suas boas práticas com outras cidades”, diz Joan Ribó, presidente de Valência.

Joan Ribó afirma que “as cidades são a essência da civilização”, e explica que a história da evolução das sociedades está cheia de processos colaborativos. Somente trabalhando juntos faremos uma diferença.

Por seu turno, Giuseppe Sala, Edil de Milão afirma que o Pacto de Milão, dois anos após o seu lançamento, prova ser um meio extraordinário para promover a colaboração entre as cidades em políticas alimentares e sustentabilidade. Graças ao intercâmbio de boas práticas em agricultura urbana, prevenção de resíduos alimentares, refeições escolares e assim por diante, ocorrendo tanto a nível regional – na América do Norte da África Ocidental e América Latina – e em todos os continentes, foi possível activar a rede de cidades com grande valor estratégico”.

Leia:  QUELIMANE: Lixo acumulado a mais de cinco meses preocupa moradores do bairro Santágua

“O compromisso conjunto dos edis que assinam o Pacto de Política de Alimentos Urbanos de Milão destaca nossa capacidade de apresentar soluções inovadoras para os desafios económicos, sociais e ambientais globais quando abordamos questões alimentares. As cidades estão prontas para desempenhar um papel importante na implementação dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável e da Nova Agenda Urbana” – disse Giuseppe Sala.

As cidades do MUFPP lançaram um apelo ao secretário da ONU e todas as agências da ONU para envidar esforços para promover a inclusão, a resiliência e a sustentabilidade para serem reconhecidos. De modo igual, apelam aos órgãos das Nações Unidas para que adoptem abordagens de múltiplos níveis para a governação dos sistemas alimentares “reconhecendo” a necessidade de incluir actores no nível sub-nacional na próxima revisão e acompanhamento das agendas globais.

As cidades também exortam as agências da ONU, os governos e a sociedade civil a “incluir” iniciativas sustentáveis ​​e accionáveis ​​para fortalecer as ligações rurais e urbanas integrantes ao desenvolvimento sustentável.

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas