O Governador do Estado de Lagos, Babajide Sanwo-Olu, elogiou as Super Águias da Nigéria pelo seu desempenho na recém-concluída Taça das Nações Africanas de 2024, na Costa do Marfim.

Foi assim que ele disse que a seleção nigeriana lutou corajosamente até a final do torneio.

Os anfitriões, a Costa do Marfim, tornaram-se os campeões em título depois de derrotar a seleção nigeriana por 2 a 1 na final da Copa das Nações Africanas, na noite de domingo, no Estádio Alassane Ouattara.

Segundo o governador, apesar da derrota das Super Águias na final, elas mereceram elogios pelo excelente desempenho em toda a competição.

O governador deu a conhecer isto numa declaração do seu secretário-chefe de imprensa, Sr. Gboyega Akosile, na segunda-feira.

Sanwo-Olu elogiou os jogadores, a equipa técnica e toda a gestão da equipa por deixarem a Nigéria orgulhosa da competição ao chegar à final contra todas as probabilidades.

A declaração diz parcialmente: “As Super Águias lutaram corajosamente para avançar para a final da Taça das Nações Africanas, derrotando muitos países. A participação da equipa na final de domingo é uma prova da determinação, resiliência e empenho das Super Águias na competição.”

Ele instou os nigerianos que esperam que a Nigéria ganhe a Copa AFCON pela quarta vez a não desanimarem com o resultado da partida.

Ele apelou aos residentes de Lagos e aos nigerianos, especialmente aos amantes do futebol, para que não permitissem que a derrota das Super Águias afectasse o seu amor pela selecção nacional.

Sanwo-Olu, que forneceu locais para os residentes de Lagos assistirem aos jogos da AFCON na Mobolaji Johnson Sports Arena e em 26 outros centros em todo o estado, instou os nigerianos a continuarem a apoiar as seleções nacionais em competições futuras.

Todos os direitos reservados. Este material e outros conteúdos digitais deste site não podem ser reproduzidos, publicados, transmitidos, reescritos ou redistribuídos, no todo ou em parte, sem permissão prévia e expressa por escrito da PUNCH.

Contato: [email protected]

Fuente