O Comando Zonal de Abuja da Comissão de Crimes Económicos e Financeiros, na segunda-feira, denunciou um ex-banqueiro, Victor Joseph e um certo Ahmad Aliyu, por acusações de lavagem de dinheiro no valor de N110 milhões.

Isso foi divulgado em um comunicado no identificador X oficial da EFCC na terça-feira.

O comunicado revelou que os réus foram acusados ​​​​de supostamente transferir N110 milhões de forma fraudulenta da conta do escritório da Assembleia Nacional entre 27 de março e 11 de abril de 2023, usando instruções de transferência fictícias.

Dizia: “Investigações adicionais mostraram que as instruções falsas foram submetidas ao escritório comercial da Assembleia Nacional da UBA, sucursal de Abuja, para processamento e os fundos foram transferidos para vários beneficiários em três bancos.

“O dinheiro foi rastreado desses três bancos para vários outros beneficiários que mais tarde devolveram os fundos a Joseph, que iniciou as transações.”

De acordo com a EFCC, eles foram acusados ​​de cinco acusações relacionadas com lavagem de dinheiro perante o juiz NE Maha do Supremo Tribunal Federal, Maitama Abuja.

Ambos os réus teriam se declarado inocentes das acusações, o que levou o promotor, Joshua Saidi, a solicitar uma data para o julgamento.

Os advogados do primeiro e do segundo réus, Gbenga Ashowole e Nelem Orji, informaram o tribunal sobre os pedidos de fiança para os seus clientes.

Posteriormente, o juiz Maha deteve os réus no Centro Correcional de Kuje e adiou o assunto até 27 de fevereiro de 2024, para audiência dos pedidos de fiança.

O PUNCH relatou em julho de 2023 como o Comando da Polícia do Estado de Edo prendeu um ex-banqueiro, Gift Igbinosun, 35, por supostamente fraudar John Nnamdi e Obasogie Osagieduwa em mais de N14,9 milhões, sob o pretexto de ajudá-los a obter novas notas.

Fuente