Foi um dos eixos de ataque que Luís Montenegro escolheu no debate desta segunda-feira para cumprir o objetivo a que se propôs: descredibilizar André Ventura e apelar à direita que concentre o voto na AD. Fê-lo com a linguagem e a práxis política de Ventura, a que chamou “grau zero da política”, e com o conteúdo das propostas do Chega, que considerou “irresponsabilidade financeira”. O líder do PSD disse que as medidas de Ventura custam 25 mil milhões euros. “Eu sei mais sobre as contas das suas medidas do que você”, acusou ainda Montenegro.

Artigo Exclusivo para subscritores

Subscreva já por apenas 1,54€ por semana.

Já é Subscritor?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

Fuente