Mesmo fora da homenagem a “Duna”, Hirano vem muito do Ocidente para sua história. ‘Hellsing’ se apresenta como uma sequência de ‘Drácula’ de Bram Stoker, onde o Senhor dos Vampiros (atendido por Alucard) serve os descendentes do Dr. Abraham Van Helsing caçando sua própria espécie. É até ambientado na Inglaterra (é por isso que, embora eu ache que o seiyu Jouji Nakata de Alucard se compara bem a outros atores do Drácula, a melhor maneira de vivenciar “Hellsing” é dublada em inglês).

Seras Victoria é como Lucy Westenra em “Drácula”, uma jovem inglesa transformada em vampira por Alucard (embora Alucard tenha feito isso para salvar a vida dela, não por luxúria, como fez com Lucy). Seras, sem muita escolha, se junta a seu criador para caçar vampiros. No capítulo 7 de “Hellsing” (adaptado no episódio 2 do anime, “Hellsing Ultimate”), ela ganhou um canhão de quase dois metros de comprimento projetado para destruir tanques com urânio empobrecido e/ou projéteis explosivos. Você precisa de grande poder de fogo para matar vampiros, e a nova superforça de Seras significa que ela pode carregar a arma mesmo que seja mais alta que ela.

Qual é o nome do canhão? Os Harkonnen. No capítulo 14 de “Hellsing” (e no episódio 3 de “Hellsing Ultimate”), Seras dorme em seu caixão e tem um sonho onde encontra o “espírito” de sua arma, que se parece com o Barão Harkonnen (até flutuante). Ela entra em pânico – ou ela não leu “Duna” ou leu e sabe o quão terrível o Barão é – mas o Barão tenta acalmá-la e diz que é um amigo. Quando ele diz que o infortúnio de Seras apenas começou, ela volta a gritar.

Se você conhece “Duna” dos filmes de Villeneuve, talvez não reconheça o Barão em “Hellsing”. Isto se deve às escolhas de Villeneuve na adaptação dos Harkonnens.

Fuente