O comerciante Gurvinder Singh fez um longo relato nem sempre esclarecedor, muitas vezes confuso e com algumas contradições sobre a sua participação na rede internacional de tráfico de cocaína alegadamente liderada por Rúben “Xuxas” Oliveira. “Sinto-me envergonhado comigo próprio, dantes era respeitado pela comunidade mas agora chamam-me traficante e o meu nome ficou manchado”, declarou num dos poucos momentos emotivos durante a primeira sessão do julgamento realizada esta terça-feira no Campus da Justiça, em Lisboa.

Artigo Exclusivo para subscritores

Subscreva já por apenas 1,73€ por semana.

Já é Subscritor?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

Fuente