Uma mãe de cinco filhos no Texas recentemente se viu em apuros depois de saber que poderia ir para a prisão por causa de livros da biblioteca que seu condado afirma nunca terem sido devolvidos.

Kaylee Morgan retirou livros sobre Vincent van Gogh da Biblioteca Pública de Navasota no condado de Grimes, Texas, em março de 2023. Ela disse à Fox News Digital que, de fato, devolveu todos os livros que pegou emprestado, mas aquele era grande demais para caber em uma caixa de devolução.

Documentos judiciais obtidos pela Fox News Digital mostram que o valor combinado dos dois livros era de US$ 60, mas Morgan recebeu uma conta de US$ 569,50 – principalmente multas e custas judiciais. Ela também foi acusada de violação da lei municipal.

“O mandado está ATIVO para sua prisão”, dizia um documento alarmante. “Aja agora para evitar ir para a cadeia.”

HARVARD pede desculpas e remove encadernação de livro assustador feita de pele humana: ‘falhas passadas’

A mãe do Texas, Kaylee Morgan, está sendo processada por um livro da biblioteca que ela afirma ter devolvido há mais de um ano. (Kaylee Morgan)

Mas Morgan não sabia que os documentos antigos existiam até recentemente. A mãe disse que os problemas começaram quando ela passou pela tarefa inocente de renovar sua carteira de motorista na semana passada.

“Então eu entro e o DMV me diz que eles não podem renovar minha licença porque eu tenho um mandado de prisão emitido, e eu rio audivelmente”, explicou ela em um vídeo postado no Facebook. “E estou chocado porque não fui parado, não tenho nenhuma multa. Simplesmente não faz sentido.”

“Eu fico em casa principalmente. Eu ensino meus filhos em casa, então simplesmente não fazia sentido o que ela estava dizendo.”

Morgan então ligou para o tribunal local para saber qual era o problema – e foi informada de que ela tinha dois livros vencidos na biblioteca. A mãe estressada então marcou uma consulta com o juiz.

“É tão bobo. Tão bobo. Tenho um mandado de prisão contra livros vencidos da biblioteca. Ok… isso não é falso. Isso não é inventado”, disse ela, perplexa.

LEIA OS DOCUMENTOS DO TRIBUNAL AQUI:

O CD ‘WISH YOU WERE HERE’ DO PINK FLOYD RETORNA À BIBLIOTECA DE MARYLAND COM 35 ANOS DE ATRASO

Durante sua reunião com o juiz do condado, Morgan explicou que ela educava seus cinco filhos em casa e teve uma gravidez difícil na época em que os livros deveriam ser entregues.

“[In the meeting] Estou explicando que devolvemos os livros”, disse ela. “Havia um que era grande demais para caber na caixa de devolução. E quando o devolvemos, o sistema estava fora do ar, mas eu definitivamente o devolvi.”

“E isso, no máximo, atrasou duas semanas”, acrescentou Morgan. “Talvez mais do que isso, mas eu estava grávida e tendo algumas complicações, e estava em repouso absoluto.”

A resposta do juiz não foi nada simpática, disse Morgan.

Imagem dividida de Kaylee, seu bebê e sua filha em uma biblioteca

Kaylee Morgan, uma mãe texana, levava seus filhos, incluindo sua filha (à direita), para a Biblioteca Pública de Navasota, no condado de Grimes, Texas. (Kaylee Morgan)

BIOGRAFIA DE CLINT EASTWOOD RETORNOU À BIBLIOTECA COM 38 ANOS DE ATRASO, MYSTERY BORROWER EVITA US$ 6 mil EM TAXAS

“Ela me disse que não queria ouvir minhas desculpas, que eu precisava assumir a responsabilidade”, lembrou Morgan. “Ela disse, o que fiz ao não devolver os livros da biblioteca é o mesmo que roubar do Walmart.”

“Então, no meu registro diz que roubei propriedade do governo. Uma loucura, certo? Apenas uma loucura.”

O juiz acrescentou que o mandado ainda está válido e que Morgan não terá permissão para renovar sua carteira de motorista antes de pagar a multa de US$ 600 – uma quantia considerável para uma família de cinco pessoas com renda única.

“Ela disse, não se engane, se você estiver dirigindo no condado de Grimes com ou sem seus filhos e for parado, nós iremos prendê-lo. Eu vou fazer isso.”

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO NOSSO NEWSLETTER DE ESTILO DE VIDA

Família de Kaylee Morgan em fantasias de Halloween

Kaylee Morgan e sua família fotografadas em fantasias de Halloween, meses depois de ela dizer que devolveu os livros vencidos da biblioteca. (Kaylee Morgan)

Morgan diz que tecnicamente não recebeu um mandado, porque desconhecia completamente sua existência.

“[The judge] disse que eles emitiram o mandado e alguém assinou, e eu disse que não fui eu, disse ela. “Eu não assinei. Eu saberia se tivesse assinado o mandado dela porque não estaria dirigindo. Não quero ir para a cadeia. E perguntei a ela quem assinou, e ela disse: não.” não importa.”

A mãe arrecadou mais de US$ 1.300 por meio do GoFundMe, o que ajudou a pagar as multas. Agora ela planeja contratar um advogado e remover toda a bagunça de seu cadastro.

Morgan disse à Fox News Digital que recebeu muito apoio sobre a situação e não recebeu resposta das autoridades desde que divulgou a situação.

Imagem dividida do Tribunal do Condado de Grimes e da Biblioteca Pública de Navasota

O Tribunal do Condado de Grimes (à esquerda) e a Biblioteca Pública de Navasota (à direita) são locais envolvidos no processo legal contra Morgan. (Google Mapas)

“A resposta da comunidade é em sua maioria esmagadoramente positiva”, disse ela. “Há alguns que não entendem que eu entreguei o livro e outros que pensam que estou fazendo uma campanha difamatória.”

CLIQUE AQUI PARA OBTER O APLICATIVO FOX NEWS

A Fox News Digital entrou em contato com o juiz do condado de Navasota, o juiz do condado de Grimes e o administrador municipal de Navasota, mas não obteve resposta.

Para mais artigos sobre estilo de vida, visite www.foxnews.com/lifestyle.

Fuente