Até 25 de Abril de 2024, a BLITZ publica uma lista de 50 canções que abriram caminho à liberdade conquistada há 50 anos. São canções que, durante o Estado Novo, prenunciaram a mudança ocorrida a 25 de Abril de 1974, e deram forma a uma revolução cultural que em muito antecedeu a revolução política que pôs termo à ditadura. Os textos são da autoria de Luís Freitas Branco, autor de “A Revolução Antes da Revolução” (Zigurate, 2024), a publicar este mês, livro que documenta o modo como a música popular portuguesa abriu as portas para o clima cultural, social e político que desencadeou o 25 de Abril de 1974. Todos os dias, esta lista ‘receberá’ uma nova canção.

29. ‘Quando um Homem Quer Partir’, de Fausto (1970)

Houve um tempo distante, quase um universo paralelo, em que Fausto Bordalo Dias, o catedrático da canção milimetricamente disposta, era simplesmente Fausto, um rocker de barbicha, calças à boca de sino, autor de canções desarrumadas. A entrada mal-ajeitada de ‘Quando Um Homem Quer Partir’ está no tempo certo, é a mesma passada despreocupada, andamento vagaroso, que marcava os discos dos heróis da canção em 1970, de Bob Dylan a Neil Young. E os versos não enganam: é música de intervenção, apimentada com rock’n’roll. Contudo, era mesmo um universo paralelo: Fausto renegou este seu primeiro álbum e, na antecâmara do 25 de Abril, reinventou-se um genial cantautor.

Artigo Exclusivo para subscritores

Subscreva já por apenas 1,73€ por semana.

Já é Subscritor?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

Fuente