As nuvens dos cortes orçamentais que o Ministério da Cultura francês sacou há umas semanas da cartola não ensombrarão o 78.º Festival de Avignon, que este ano, empurrado pelos Jogos Olímpicos de Paris, desabrocha mais cedo, de 29 de Junho a 21 de Julho – nem tiram para já o sono a Tiago Rodrigues. Por trás do programa da próxima edição de um dos mais pulsantes encontro do teatro europeu, que o director artístico apresentou esta tarde, há uma “exemplar” trajectória orçamental muito suada pela sua equipa, cujo “esforço”, coroado por um aumento de 25% das receitas de bilheteira, espera ver o Governo a acompanhar. “Num contexto macroeconómico difícil, é importante sublinhar o que é essencial, e acredito que a cultura não deixará de se afirmar como dimensão matricial da democracia francesa”, disse ao PÚBLICO horas antes da conferência de imprensa.

Fuente