FILE – Elreen Ando, ​​das Filipinas, está retornando às Olimpíadas depois de garantir sua passagem para os Jogos de Paris.

Elreen Ando surpreendeu a todos com um desempenho inesquecível na Copa do Mundo da Federação Internacional de Halterofilismo em Phuket, Tailândia, na noite de quarta-feira, praticamente garantindo uma viagem de volta às Olimpíadas.

A medalhista de bronze dos Jogos Asiáticos na categoria feminina até 59kg garantiu a passagem para as Olimpíadas de Paris depois de terminar à frente de Hidilyn Diaz-Naranjo no último confronto de qualificação olímpica.

Ando registrou um recorde pessoal de 228 quilos no total, após 100 no arranco e 128 no arremesso, o suficiente para cair em sétimo lugar geral, bem dentro do padrão de qualificação em sua categoria de peso.

LEIA: Mais do que o bronze, Elreen Ando recupera a confiança na busca pelas Olimpíadas de Paris

Cebuana, de 25 anos, ofuscou Diaz-Naranjo, o primeiro e único medalhista de ouro olímpico do país, que terminou em 11º lugar geral com um levantamento total de 222, após 99 no arrebatamento e 123 no arremesso.

Os 10 melhores levantadores de cada categoria avançarão para os Jogos Quadrienais de Verão, onde apenas um representante de um país garante uma vaga.

Buscando a quinta participação olímpica consecutiva após sua passagem de ouro em Tóquio 2020, Diaz-Naranjo estava um quilo à frente de Ando após o arrebatamento, apenas para falhar em duas tentativas consecutivas de 127 no clean and jerk.

LEIA: Elreen Ando ainda na disputa pela vaga nas Olimpíadas depois da prata

O chinês Luo Shifang conquistou a medalha de ouro com 248 pontos, enquanto o norte-coreano Kim Il Gyong se contentou com a prata com 240. A canadense Maude Charron ficou em terceiro (236), seguida pelo chinês Pei Xinji (233) e Hsing-Chun Kuo do Taipei Chinês ( 230).

A IWF anunciará formalmente a lista final dos atletas qualificados para Paris até o final do mês.


Não foi possível salvar sua assinatura. Por favor, tente novamente.


Sua assinatura foi bem-sucedida.



Fuente