Na referida peça, o jornalista indica que, “No entanto, teria sido possível reintroduzir o serviço mais cedo, ainda que de modo degradado, pois a regulamentação ferroviária tem soluções para que os comboios circulem mesmo na ausência de sinalização automática. Os regimes de bastão-piloto ou de cantonamento telefónico, por exemplo, permitiriam manter os comboios a funcionar, bastando guarnecer a estação de Algés com um funcionário”.

Fuente