Steve Clifford está deixando o cargo de técnico do Charlotte Hornets com o objetivo de assumir uma função de comando do time no final da temporada regular, informou Adrian Wojnarowski da ESPN na quarta-feira.

Essa mudança não deve ser uma surpresa para os fãs do Hornets (18-57), franquia em transição.

Em agosto, os novos proprietários Rick Schnall e Gabe Plotkin compraram uma participação majoritária de Michael Jordan. Em fevereiro, eles contrataram Jeff Peterson para substituir Mitch Kupchak como presidente de operações de basquete.

Agora a equipe buscará o próximo treinador para liderar um núcleo jovem e com grande potencial em Charlotte.

Embora as derrotas tenham se acumulado, o armador novato Brandon Miller e o atacante Miles Bridges dão aos fãs do Hornets motivos para otimismo.

Miller, a segunda escolha no Draft da NBA de 2023, tem média de 17 pontos e ganhou o título de Estreante do Mês da Conferência Leste três vezes nesta temporada.

Enquanto isso, Bridges – que perdeu toda a temporada 2022-23 e os primeiros 10 jogos da temporada 2023-24 devido a questões legais — lidera a equipe em pontos (21,4 PPG) e assistências (3,4 APG). Ele é um agente livre após esta temporada, mas parece interessado em ficar em Charlotte por um longo prazo.

A maior preocupação para o futuro em Queen City é a saúde do armador LaMelo Ball.

Ball, que assinou uma extensão de cinco anos no valor de US$ 260 milhões antes da temporada, disputou apenas 22 partidas nesta temporada antes de o time desligá-lo devido a uma lesão no tornozelo. Ele teve a média de 23,9 pontos, a melhor da carreira.

Com Ball, Bridges e Miller, os Hornets precisam de um treinador que possa gerenciar múltiplas personalidades alfa. Se encontrarem a pessoa certa, o futuro dos Hornets será o mais brilhante dos últimos tempos.



Fuente