A Vista Alegre fechou o ano passado com um resultado líquido de 6,8 milhões de euros, mais 22,3% do que no ano anterior. “Os resultados consolidados do grupo Vista Alegre em 2023 apresentam um desempenho positivo, face ao registado no ano anterior”, anunciou a empresa portuguesa em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) esta quarta-feira.

“Apesar da instabilidade da situação económica, política e social a nível mundial, que se faz sentir desde o início da guerra na Ucrânia, e consequentes aumentos nos custos de algumas matérias-primas e eletricidade, no ano de 2023 os resultados do grupo Vista Alegre evidenciaram um crescimento face ao exercício de 2022”, sublinhou a empresa.

O volume de negócios atingiu os 129,6 milhões de euros, uma redução de 9,6% face ao período homólogo.

Os resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) cresceram 2,6% em relação a 2022, para os 28,3 milhões de euros.

“Os produtos marca do grupo, Vista Alegre e Bordallo Pinheiro, apresentaram uma evolução favorável no retalho (físico e on-line) e no canal horeca (hotelaria e restauração) a nível nacional e internacional, tendo crescido 4,4% face ao mesmo período do ano 2022. Assim, com esta evolução e dando continuidade à estratégia do grupo, o peso dos seus produtos marca no total das vendas anuais cresceu 7,5% face a 2022”, refere o grupo.

“O contínuo foco na gestão eficiente das nossas operações e a evolução favorável no misturar de vendas com crescimento dos produtos de marca de porcelana e cristal da Vista Alegre e faiança artística da Bordallo Pinheiro, permitiu melhorar os resultados face ao período homólogo”, afirmou a Vista Alegre.

O mercado externo representou 69,2% do volume de negócios, com 89,7 milhões de euros de vendas.

Os investimentos cifraram-se em 15,6 milhões de euros, dos quais 9,3 milhões de euros para a unidade produtiva Cerexport, para melhorar a eficiência energética de um dos fornos e dar maior flexibilidade às linhas de produção.

Já a dívida bruta consolidada do grupo reduziu-se 8,5 milhões de euros em 2023.

Fuente