A Federação Camaronesa de Futebol criticou esta quarta-feira a decisão “unilateral” do Ministério do Desporto do país de contratar o belga Marc Brys como novo treinador da selecção nacional.

Emitida em:

1 minuto

Brys, de 61 anos, substitui Rigobert Song, cujo contrato não foi renovado depois que Camarões foi eliminado nas oitavas de final da Copa das Nações Africanas deste ano.

“A Federação Camaronesa de Futebol tomou conhecimento, ao mesmo tempo que todos os camaroneses, da nomeação para cargos de responsabilidade na seleção nacional masculina de futebol sênior”, dizia um comunicado no Facebook.

A federação, conhecida como Fecafoot, expressou a sua “grande surpresa” com a medida que, segundo ela, vai contra um decreto presidencial relativo à organização das seleções nacionais de futebol dos Camarões.

A Fecafoot disse que tenta “esclarecer esta situação lamentável”, mas não deu mais detalhes quando contactada pela AFP.

A FIFA não permite a interferência do governo no funcionamento do esporte em nível nacional.

Brys é o terceiro belga a assumir o comando dos Camarões. O último foi Hugo Broos, que levou o país ao quinto título da AFCON em 2017.

(AFP)

Fuente