Foi feito um apelo ao Governo Federal para, por uma questão de necessidade; aprovar a libertação incondicional de todos os activistas pró-Biafra e de outros nigerianos encarcerados por agitações de autodeterminação, em cumprimento do compromisso prometido pelo Presidente Bola Ahmed Tinubu com uma sociedade livre.

O grupo sob a égide do Conselho de Cidadãos Igbo Preocupados fez o apelo numa declaração assinada pelo seu Coordenador Nacional interino e Secretário Nacional interino, Camarada Ukachukwu Obioha e Mazi James Okorie respectivamente, e disponibilizada aos jornalistas em Owerri, a capital do Estado de Imo.

Postulando que a libertação incondicional de Sunday Igboho, um agitador pró-República de Odua e de Omoyele Sowore é louvável, o CICC insistiu que o mesmo gesto deve ser alargado a Mazi Nnamdi Kanu e a todos os outros nigerianos actualmente detidos por actividades semelhantes.

O CICC sustentou que a contínua detenção de Kanu e centenas de jovens Igbo devido às atividades do Povo Indígena de Biafra, enquanto os seus homólogos iorubás receberam indulto pela atual administração, dá “uma coloração étnica e seccional desagradável” à ação do Governo Federal.

Além disso, o grupo instou o Departamento de Serviços do Estado, a Polícia e a Comissão Nacional de Direitos Humanos a iniciarem com urgência a investigação e a compilação de uma lista dos mortos, mutilados e encarcerados ilegalmente por agitações de autodeterminação em todo o país.

Dizia: “Tornou-se muito conveniente e imperativo apelar ao Presidente Tinubu para estender a anistia que concedeu a dois de seus parentes, Sunday Igboho e Omoyele Sowore, a outros jovens iorubás detidos por apoiarem as agitações da dupla”.

“Seria uma injustiça criminal continuar a deter os apoiantes e fãs de Igboho e Sowore, uma vez que os principais actores foram absolvidos de qualquer delito per se.

“Exigimos também a libertação incondicional, sem mais demora, de Mazi Kanu e de todos os jovens Igbo e do Leste da Nigéria actualmente detidos por pertencerem ou apoiarem o IPOB.

“Instamos o DSS, a Polícia e a NHRC, bem como outros órgãos governamentais e não governamentais relevantes, a compilar e publicar uma lista abrangente dos mortos, mutilados e encarcerados ilegalmente ou deslocados por se identificarem com agitações de autodeterminação em todo o país.”

Insistindo que o objetivo é mobilizar os nigerianos através de linhas étnicas para se levantarem e fazerem valer os seus direitos a uma sociedade livre, o CICC apelou a Ohanaeze Ndigbo Worldwide, aos governadores Igbo e a todos os outros que apelam à libertação de Kanu, para não esquecer os seus inúmeros tenentes que estão a ser perseguidos. , na busca por sua libertação.

Fuente