É o primeiro tema de um álbum que deverá sair em Outubro, o segundo de Rod Krieger, cantor e compositor gaúcho que escolheu Portugal para viver há quatro anos e agora divide a residência entre o oeste português (o distrito de Leiria) e o sul da Bahia, no Brasil. Cai o Sol e sobe a Luao tema que anuncia o álbum, vai ser lançado esta sexta-feira nas plataformas digitais e o respectivo videoclipe, realizado por Rod Krieger, tem imagens do próprio e de Daryan Dornelles, conhecido fotógrafo brasileiro que reside em Lisboa. O álbum, anuncia-se no texto que acompanha este lançamento, “vai compor um filme que tem como pano de fundo a pequena aldeia de Sobral do Parelhão, no concelho do Bombarral, distrito de Leiria, onde Krieger gravou o disco de 2021 a 2023”. Krieger explica porquê: “Sobral do Parelhão é uma pequena aldeia que não tem nem 200 habitantes. Foi uma experiência intensa viver por mais de três anos lá. Guardo com muito carinho as lembranças, cada morador tem um espaço reservado no meu coração e eles sabem disso.”

Baixista, durante 15 anos, da banda de rock brasileira Cachorro Grande, Rod Krieger lançou um primeiro single solo em 2018, Louvado Seja Deuscom a participação de Arnaldo Baptista, um dos fundadores (com Rita Lee e Sérgio Dias) da banda Os Mutantes. Dois anos depois, sairia em Março de 2020 o seu primeiro álbum a solo, A Elasticidade do Tempo. E em 2022 foi lançado o álbum Mbaraetédo compositor e produtor musical indígena Owerá, que ele co-produziu. Rod continua a trabalhar com Owerá, como director musical, naquele que será o seu segundo álbum.



Fuente