Para assistir a este vídeo, habilite o JavaScript e considere atualizar para um navegador que
suporta vídeo HTML5

Um homem que desapareceu há quase 30 anos foi encontrado a viver a poucos metros da casa da sua família depois de ter sido “sequestrado” pelo seu vizinho.

A vítima, identificada apenas como Omar Bin Omran, desapareceu na cidade argelina de Djelfa há 27 anos, quando tinha apenas 17 anos.

A sua família presumiu que ele tinha morrido durante a guerra civil entre o governo do país do Norte de África e vários grupos rebeldes islâmicos, que durou 10 anos no final dos anos 1990 e início dos anos 2000.

Mas descobriu-se que durante todo o tempo ele viveu a apenas 200 metros de distância, num buraco no chão coberto por pilhas de feno debaixo do curral do seu vizinho.

Omar Bin Omran foi encontrado no porão de seu vizinho após 27 anos de cativeiro

Jornal argelino El Khabar sugere que o cachorro da família de Omar reconheceu seu cheiro e ansiava por ele perto do local onde ele estava detido, e foi envenenado por seu captor na tentativa de afastar a família.

Um vídeo desfocado dele sendo resgatado mostra autoridades apontando tochas para o fosso onde Omar estava sendo mantido em cativeiro, enquanto ele olha para eles perplexo.

Desde então, outras imagens mostraram o homem barbudo, agora com 45 anos e parecendo desgrenhado, emergindo do buraco, contrastando com fotos dele com o rosto fresco quando adolescente, sentado com duas crianças pequenas antes de seu desaparecimento.

As autoridades locais confirmaram que um homem de 61 anos, que se acredita ser um funcionário público, foi preso em conexão com o suposto sequestro.

Vid/captura/BP para 13422609 Omar Argelino desaparecido há 27 anos

Omar desapareceu quando tinha apenas 17 anos

Omar desapareceu em 1998, a caminho da escola.

Ele foi finalmente descoberto depois que o irmão de seu captor divulgou suas queixas nas redes sociais, supostamente devido a uma disputa de herança.

Segundo o jornal, isso levou a família de Omar a invadir a casa numa tentativa desesperada de encontrá-lo. Quando finalmente foi descoberto, seu suposto captor tentou fugir antes de ser contido e preso.

A mãe de Omar morreu tragicamente sem nunca saber do destino do filho, mas relatórios locais sugerem que ele foi informado do destino dela pelo seu captor.

GRABS NÃO LIBERADOS: UM HOMEM que desapareceu aos 17 anos foi resgatado do porão da casa de um vizinho após um suposto sequestro que durou quase 30 anos.

Ele foi encontrado em um pequeno recinto sob o curral de ovelhas de seu vizinho (Foto: X)

Um funcionário judicial em Djelfa foi citado como tendo dito: ‘Há dois dias, em 12 de Maio de 2024, o Ministério Público recebeu, através do departamento regional da Gendarmaria Nacional em El Jadid, uma queixa contra uma pessoa anónima alegando que o irmão do queixoso, Omar bin Omran, desaparecido há cerca de 30 anos, está na casa de um dos seus vizinhos, dentro de um curral.

‘Na sequência deste relatório, o Procurador-Geral do Tribunal de Idrisiya, na província de Djelfa, ordenou à Gendarmaria Nacional que abrisse uma investigação aprofundada e os agentes dirigiram-se à casa em questão.’

Acrescentou: “O Ministério Público ordenou que a vítima recebesse tratamento médico e psicológico, sendo o suspeito apresentado ao Ministério Público imediatamente após a conclusão da investigação”.

As autoridades prometeram que o “autor deste crime hediondo” será julgado com “severidade”.

A mídia argelina informou que Omar disse que não conseguiu pedir ajuda por causa de um feitiço que seu suposto sequestrador lançou sobre ele.

Entre em contato com nossa equipe de notícias enviando um e-mail para webnews@metro.co.uk.

Para mais histórias como esta, confira nossa página de notícias.

política de Privacidade e Termos de serviço aplicar.



Fuente