Jornalista de 68 anos, com vasta experiência e há era um dos principais, da ESPN tinha um tumor no cérebro, descoberto em junho de 2022,




Foto: Reprodução/TV Palmeiras – Legenda: Antero Greco tinha 68 anos e estava incomunicável, com tumor no cérebro / Jogada10

O jornalista e apresentador esportivo Antero Greco morreu na madrugada desta quinta-feira (16/5). Ele estava internado no Hospital Beneficência Portuguesa Mirante, em São Paulo. Greco tinha um tumor no cérebro, descoberto em junho de 2022, e chegou a fazer tratamento contra a doença. Mas, nos últimos dias, o parceiro de trabalho Paulo Soares, o Amigão, já tinha informado à imprensa que o estado de saúde do amigo era irreversível e que ele estava em “seus dias finais”.

O velório e o enterro de Antero Greco serão no Cemitério Redentor, no Sumaré, em São Paulo. A despedida começa às 12h e o sepultamento será às 16h (de Brasília).

Sáude de Antero Greco

Greco foi comentarista dos canais ESPN ao lado do apresentado Paulo Soares. Amigos de longa data, eles comandaram juntos o programa “Sportscenter”. Antero Greco chegou a passar mal no dia 9/9/2023, quando estava ao vivo na bancada do estúdio da ESPN. O jornalista chegou a fazer duas cirurgias, além de quimioterapia e radioterapia. Mas piorou nos últimos meses. Nos últimos dias, já estava com sedação, se alimentando apenas por sonda, no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo.

Elogiando o amigo “doce, divertido e inteligente”, Paulo declarou que não havia a menor possibilidade de cura e que Antero estava nos últimos dias de vida.  Ele disse que parentes e amigos visitaram Greco no hospital, nos últimos dias, para uma despedida, mesmo sabendo que ele estava inconsciente.

“Nosso sonho acabou. Vamos enviar luz e paz para que seja uma passagem tranquila”, ele disse, no dia 11/5. Na mesma noite, circularam comentários sobre a morte de Greco em redes sociais, mas Paulo Soares desmentiu prontamente e se queixou das falsas notícias na internet.

“Que vergonha! Um monte de fake news! “, protestou.

Greco chegou a falar da doença e do tratamento na bancada da ESPN. Comentou com o público que tinha passado mal e precisou de internação com urgência. Mas disse que após as cirurgias, radioterapia e quimioterapia, se sentia bem, sendo liberado pelos médicos. No entanto, ele voltou a passar mal.

‘Um dos maiores jornalistas de sua geração’

Antes mesmo da morte de Greco, o jornalista José Trajano, que também trabalhou na ESPN, homenageou o colega nas redes sociais. Assim, Trajano disse que Greco deixaria a lembrança de diversas virtudes: “Generoso, amigo, talentoso, exemplo, engraçado, virtuoso, culto, carinhoso, doce, referência, lenda”. E acrescentou: “Gentil”.

“Um tumor cerebral o está levando embora. Um dos maiores jornalistas de sua geração”, escreveu Trajano.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.



Fuente