O Reino Unido está a desenvolver uma nova arma de laser — chamada Fogo de dragão (que se traduz como DragãoFogo) — com capacidade para destruir vários drones ao mesmo tempo. De acordo com um comunicado Ministério da Defesa britânicoa arma passou no primeiro teste de campo realizado, tendo abatido os seus alvos aéreos. Numa publicação na rede social X, o Ministério da Defesa refere que “a nova arma” pode “eliminar um enxame de drones inimigos por um custo menor de uma chávena de chá”.

Esta é uma arma dirigida por radiofrequência, sendo descrita pelo ministério como “revolucionária” com capacidade de destruir “uma variedade de ameaças inimigas a uma distância de até 1 km”. Como principais características, o Ministério realça a sua capacidade de “precisão no ar, terra e mar” e ter uma “operação de baixo custo”. Além disso, a tecnologia utiliza uma fonte de energia móvel para produzir impulsos de energia, tendo a capacidade de disparar tiros sequenciais contra um único alvo ou de atingir uma série de alvos.

Cada disparo custará 10p (cerca de €0,12), traduzindo-se “numa alternativa significativa e económica aos sistemas tradicionais de defesa aérea baseados em mísseis”. O ministro de Aquisições de Defesa do Reino Unido, James Cartlidge, acredita que a Fogo de dragão vai manter “o Reino Unido como líder mundial em equipamentos militares inovadores”.

“A guerra na Ucrânia já nos mostrou a importância de implantar sistemas não tripulados, mas também devemos ser capazes de nos defender contra eles. À medida que aumentarmos os nossos gastos com defesa nos próximos anos, a nossa Estratégia de Drones de Defesa vai garantir que estejamos na vanguarda desta evolução bélica”, disse.

A Fogo de dragão está a ser desenvolvida, em conjunto, por uma equipa do Laboratório de Ciência e Tecnologia de Defesa e uma equipa do Equipamento e Suporte de Defesa. De acordo com o comunicado, os “próximos passos” são realizar testes com soldados britânicos durante o verão.

Fuente