Os residentes do Sudão, atingido pelo conflito, estão “presos num inferno de violência brutal” e cada vez mais em risco de fome devido à estação das chuvas e ao bloqueio da ajuda, alertou quarta-feira o coordenador humanitário da ONU para o país.

Fuente