Home Notícias Forças israelenses avançam em Rafah

Forças israelenses avançam em Rafah

56
0

As tropas de Jerusalém Ocidental avançaram em direção ao coração da cidade ao longo da fronteira de Gaza com o Egito

Os militares de Israel avançaram mais profundamente em Rafah, intensificando a sua ofensiva terrestre na cidade mais ao sul de Gaza, apesar dos protestos internacionais sobre as pesadas baixas civis no enclave palestiniano.

As Forças de Defesa de Israel (IDF) disseram na quinta-feira que tropas estavam operando nos bairros Brasil e Shaboura de Rafah, que estão localizados a meio caminho entre a fronteira israelense e a costa do Mediterrâneo. Civis evacuaram a área, de acordo com um FDI declaração.

O avanço ocorreu dois dias depois de um alto funcionário do governo dos EUA ter dito aos jornalistas que os líderes israelitas tinham concordado em reduzir a sua ofensiva em Rafah para acalmar as preocupações humanitárias levantadas pela administração do presidente Joe Biden. A controversa operação das FDI em Rafah, onde mais de 1 milhão de civis palestinianos se refugiaram depois dos seus bairros noutras partes de Gaza terem sido arrasados ​​por bombardeamentos israelitas, começou no início deste mês.

“Acho que é justo dizer que os israelenses atualizaram seus planos”, disse o funcionário dos EUA. “Eles incorporaram muitas das preocupações que expressamos.” Ele acrescentou que o governo de Israel concordou em limitar a operação a ataques direcionados contra combatentes do Hamas, em vez de realizar ataques em grande escala que poderiam agravar a crise humanitária em Gaza.




Ataques aéreos israelenses e operações terrestres mataram pelo menos 50 palestinos em toda a Faixa de Gaza na quinta-feira, Reuters relatou, citando autoridades locais e a mídia do Hamas. Os tanques das FDI avançaram no sudeste de Rafah, em direção ao distrito de Yibna e em três subúrbios do leste, disseram moradores à mídia.

“Eles estão nos limites de Yibna, que é densamente povoada”, disse um morador. “Eles não invadiram ainda. Ouvimos explosões e vemos fumaça preta subindo das áreas onde o exército invadiu. Foi mais uma noite muito difícil.”

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, prometeu levar a cabo planos para eliminar os batalhões do Hamas escondidos em Rafah, que está localizada na fronteira de Gaza com o Egipto. Ele afirmou que Jerusalém Ocidental não pode alcançar os seus objectivos de guerra sem destruir o que ele chama de o último reduto do Hamas.

Mais de 35 mil pessoas foram mortas em Gaza desde o início da guerra, em Outubro, segundo as autoridades de saúde palestinianas. O promotor-chefe do Tribunal Penal Internacional pediu esta semana a prisão de Netanyahu e do ministro da Defesa israelense, Yoav Gallant, por supostos crimes de guerra.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Netanyahu afirma que há mais pessoas morrendo de fome nos EUA do que em Gaza

Fuente

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here