Home Notícias O que é magia hermética? Princípios Fundamentais do Hermetismo

O que é magia hermética? Princípios Fundamentais do Hermetismo

48
0

Isenção de responsabilidade: este artigo contém links de afiliados e posso ganhar uma comissão pelas compras feitas por meio desses links. Fique tranquilo, isso não afeta o preço que você paga. Seu apoio ajuda a sustentar a criação de conteúdo valioso. Obrigado por sua confiança.

O que é magia hermética?

1. Rituais e Cerimônias

Magia Cerimonial: A magia hermética geralmente envolve rituais e cerimônias elaboradas destinadas a criar um espaço sagrado, estabelecer uma conexão com o divino e manifestar os resultados desejados.

Fundição de Círculo: Os praticantes criam um círculo, muitas vezes marcado com símbolos ou velas, para conter e concentrar a energia mágica. O círculo atua como uma fronteira entre o mundo mundano e o espaço sagrado.

Invocação e Evocação: Envolve invocar entidades espirituais, como anjos, espíritos ou forças elementais, para auxiliar no trabalho mágico. A invocação procura trazer a presença divina para dentro de si, enquanto a evocação evoca entidades externas.

Teurgia: As práticas teúrgicas envolvem a invocação de energias divinas, como Arcanjos, para transformação pessoal e crescimento espiritual. Isso pode incluir orações, cantos ou meditações para se conectar com reinos superiores.

2. Ferramentas Mágicas e Correspondências

Varinhas e Athames: Essas ferramentas são usadas para direcionar e concentrar a energia durante os rituais. Uma varinha é normalmente associada à invocação e energias positivas, enquanto um athame (faca ritual) é usado para cortar laços energéticos e banir a negatividade.

Cálice: Representa o elemento água e é utilizado para reter líquidos sagrados como água ou vinho, simbolizando o divino feminino e a receptividade.

Pentáculo: Muitas vezes um disco inscrito com símbolos, o pentagrama representa o elemento terra e é usado para ancoragem e manifestação.

Incenso e Velas: Utilizado para criar uma atmosfera propícia à magia, bem como para representar o elemento ar (incenso) e fogo (velas).

Sigilos: Representações simbólicas de intenções ou desejos, muitas vezes criadas através da combinação de letras ou símbolos. Esses sigilos são carregados de energia e liberados no universo para manifestar o resultado desejado.

3. Trabalho Energético e Visualização

Visualização: Os praticantes da magia hermética costumam usar técnicas de visualização para criar imagens mentais dos resultados desejados. Isso ajuda a focar a mente e canalizar a energia para um objetivo específico.

Meditação: A meditação é uma prática fundamental na magia hermética para sintonizar-se com energias superiores, obter insights e alcançar um estado de equilíbrio e clareza.

Manipulação de Energia: Os praticantes trabalham com energia, muitas vezes chamada de “mana”, “chi” ou “prana”, para criar mudanças nos reinos físico e espiritual. Essa energia pode ser direcionada por meio de gestos, respiração ou intenção concentrada.

Exemplos de práticas mágicas herméticas

1. Sigilos Mágicos

Criação de Sigilos: Os praticantes criam um sigilo pessoal condensando sua intenção em um símbolo único. Isso pode ser feito combinando e reorganizando as letras de um desejo ou usando métodos artísticos para criar um símbolo que represente o desejo.

Carregando Sigilos: Uma vez criado o sigilo, ele é carregado com energia. Isso pode ser feito por meio de meditação focada, visualização ou práticas ritualísticas. O praticante infunde no sigilo sua intenção e propósito.

Ativação e Liberação: Depois de carregar, o praticante libera o sigilo no universo, muitas vezes queimando-o, enterrando-o ou enviando-o de outra forma para o mundo. Este ato de liberação permite que o sigilo manifeste o resultado desejado.

2. Rituais Cerimoniais

O Ritual Menor de Banimento do Pentagrama (LBRP): Um ritual fundamental na magia hermética, usado para banir energias negativas e estabelecer um espaço sagrado. O praticante traça pentagramas no ar enquanto invoca nomes divinos e forças elementais.

O Ritual do Pilar Médio: Este ritual se concentra em equilibrar e harmonizar os centros de energia (chakras ou Sephiroth) dentro do corpo. O praticante visualiza a energia divina fluindo através do corpo, equilibrando os aspectos espirituais e físicos do eu.

3. Magia Astrológica

Horas Planetárias: Os praticantes de magia hermética frequentemente trabalham com energias planetárias específicas durante determinados horários do dia, conhecidos como horas planetárias. Cada hora do dia está associada a um planeta específico e aos seus atributos correspondentes.

Talismãs Astrológicos: A magia astrológica envolve a criação de talismãs ou amuletos com base nas posições dos corpos celestes. Esses talismãs são carregados com energias planetárias ou astrológicas específicas e usados ​​para manifestar os resultados desejados relacionados a essas energias.

4. Adivinhação e Vidência

Tarô: As cartas de tarô são frequentemente usadas para adivinhação e para obter insights sobre o passado, presente e futuro. Cada carta carrega significados simbólicos e pode ser usada para acessar a mente subconsciente.

Vidência de Bola de Cristal: A vidência envolve olhar para uma bola de cristal ou outra superfície reflexiva para receber visões ou mensagens. Os profissionais usam este método para acessar o conhecimento intuitivo e receber orientação.

Lâmpada de Aladdin contra o pôr do sol

Princípios Básicos do Hermetismo

1. O Princípio da Correspondência

Aplicativo: Na magia hermética, os praticantes alinham seus rituais e práticas com elementos, planetas e energias correspondentes. Por exemplo, invocar o elemento fogo para paixão e energia, ou trabalhar com o planeta Vênus para questões de amor e harmonia.

2. O Princípio da Polaridade

Equilibrando os opostos: Os praticantes da magia hermética procuram equilibrar forças opostas dentro de si e em seu trabalho mágico. Isso poderia envolver a integração dos aspectos de luz e sombra do eu, ou o trabalho com energias elementares opostas para harmonia e equilíbrio.

3. O Princípio de Causa e Efeito

Carma e Intenção: A magia hermética enfatiza a lei de causa e efeito, ensinando que cada ação tem uma reação correspondente. Os profissionais são incentivados a agir com intenções positivas e conscientes das consequências de suas ações.

4. O Princípio do Mentalismo

Poder da Mente: A magia hermética ressalta a ideia de que a mente é uma ferramenta poderosa para a manifestação. Os praticantes usam visualização, meditação e intenção focada para criar mudanças nos reinos físico e espiritual.

Conclusão

A magia hermética é uma tradição espiritual multifacetada e profunda que combina filosofia, ritual, simbolismo e trabalho energético. Através de práticas como magia de sigilos, rituais cerimoniais, magia astrológica e adivinhação, os praticantes procuram entrar em reinos mais elevados de consciência, obter insights e manifestar os resultados desejados.

Ao alinhar-se com os princípios fundamentais do Hermetismo – como a unidade de todas as coisas, o equilíbrio dos opostos e o poder da mente – os praticantes da magia hermética embarcam numa jornada de autodescoberta, crescimento espiritual e transformação. É um caminho de exploração dos mistérios do universo, buscando desvendar conhecimentos ocultos e aproveitar as forças da criação.

Fuente

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here