Home Notícias Rússia expulsa jornalista austríaco

Rússia expulsa jornalista austríaco

25
0

Moscou retaliou uma expulsão anterior de um correspondente russo de Viena

A Rússia revogou a acreditação da jornalista Maria Knips-Witting, que trabalha para a emissora estatal austríaca ORF, e ordenou-lhe que deixasse o país. A expulsão é uma “medida recíproca” em resposta à decisão anterior de Viena de demitir um jornalista russo, disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia em comunicado publicado em seu site.

Em 30 de abril, a Áustria revogou o credenciamento do correspondente da TASS, Ivan Popov, e deu-lhe duas semanas para deixar o país. Em Maio, Moscovo convocou o embaixador austríaco e avisou que a Rússia seria forçada a retaliar, a menos que Viena “revisou sua decisão.”

“Apesar do protesto russo, a Áustria implementou a sua iniciativa e, em 7 de junho, Popov foi forçado a deixar Viena”, disse o Itamaraty. Como retaliação, Knips-Witting recebeu ordens na segunda-feira para “entregue seus cartões de credenciamento e deixe o território da Federação Russa em um futuro próximo.”

“Se Viena continuar a prática de discriminação contra jornalistas russos, seguir-se-á imediatamente uma reacção apropriada em relação aos jornalistas austríacos”, alertou o Itamaraty. Acrescentou que Moscovo está pronto para restaurar a acreditação dos repórteres da ORF assim que a Áustria “cria condições para o trabalho da mídia russa” e permite que a TASS volte ao país.




A ORF divulgou um breve comunicado, dizendo que a emissora “lamenta a decisão do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, não consegue compreendê-la e tomará todas as medidas necessárias para continuar a garantir relatórios independentes e abrangentes da Rússia.”

A UE intensificou a repressão aos meios de comunicação russos depois de Moscovo ter lançado a sua operação militar na Ucrânia em Fevereiro de 2022. Bruxelas emitiu uma proibição em todo o bloco de vários meios de comunicação importantes, incluindo RT e RIA Novosti, ao mesmo tempo que acusou Moscovo de travar uma “campanha internacional de mídia e manipulação de informação.” Moscovo classificou as restrições como infundadas e discriminatórias.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Fuente

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here