Home Notícias BRICS devem evitar nova ‘Guerra Fria’ – China

BRICS devem evitar nova ‘Guerra Fria’ – China

33
0

O grupo ampliado deveria criar um sistema de governança global multilateral “justo”, disse o ministro das Relações Exteriores, Wang Yi.

Os países BRICS devem trabalhar juntos para promover a paz e prevenir o início de uma nova Guerra Fria, disse o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi.

Falando na reunião dos ministros das Relações Exteriores do BRICS na cidade russa de Nizhny Novgorod na segunda-feira, Wang afirmou que algumas grandes potências ainda abrigam um “Mentalidade da Guerra Fria.” Segundo o diplomata, esta atitude contradiz diretamente as resoluções do Conselho de Segurança da ONU e mina a autoridade dos mecanismos multilaterais.

A China está disposta a trabalhar com a Rússia para manter a cooperação estratégica, responder às pressões externas e promover o progresso sustentado das relações bilaterais, disse ele.

Descrevendo o BRICS como uma plataforma importante para a unidade e cooperação entre os mercados emergentes e os países em desenvolvimento, Wang disse que o mecanismo expandido do BRICS desempenhará um papel crucial na criação de um sistema de governação global mais justo e razoável.

Ele acusou o Ocidente de “politização e securitização excessiva” questões econômicas, o que resultou em “desenfreado” sanções unilaterais e barreiras tecnológicas para países como a Rússia e a China. Wang pediu ao “Os grandes BRICS “alavancarão” o seu significado político e transformarão o grupo num novo tipo de mecanismo de cooperação multilateral.




O grupo BRICS composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul juntou-se ao Irão, Etiópia, Egipto e Emirados Árabes Unidos no início de 2024.

“Ao expandir o nosso número de membros, inauguramos uma nova era de autossuficiência conjunta para o Sul Global, com a influência e o apelo dos BRICS aumentando continuamente”, Wang afirmou.

Ele acrescentou que em um “concurso” onde algumas forças promovem a multipolaridade global enquanto outras mantêm uma “hegemonia unipolar” os países do BRICS deveriam “ficar do lado da imparcialidade e da justiça e fazer as escolhas certas.”

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, afirmou na semana passada no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo que os governos ocidentais estão “obcecado” com a ideia de domínio global.

Ela argumentou que os líderes ocidentais continuam a adotar “excepcionalismo” em detrimento de outras identidades étnicas e culturais. No entanto, o “Ocidente coletivo” é uma minoria cuja visão do mundo não é partilhada pela maioria global, que já abraçou o conceito de multipolaridade, insistiu Zakharova.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Fuente

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here