Home Notícias Eminem obtém grande vitória jurídica na disputa de marca registrada das estrelas...

Eminem obtém grande vitória jurídica na disputa de marca registrada das estrelas de ‘RHOP’

Este triunfo ocorre após meses de disputas legais, incluindo uma ordem de proteção apresentada pelo artista de rap em dezembro passado, em meio ao caso de marca registrada de Shady.

A recente decisão judicial representa um marco importante para Eminem e provavelmente um motivo duplo para comemorar, já que os fãs aguardam o lançamento de seu último álbum, “The Death Of Slim Shady”.

O artigo continua abaixo do anúncio

Eminem garante vitória jurídica enquanto conselho nega pedido de depoimento em batalha de marca registrada

MEGA

O drama começou quando as estrelas de reality show Gizelle Bryant e Robyn Dixon tentaram registrar o termo “Reasonably Shady” para sua linha de produtos.

Eminem, no entanto, argumentou que o uso de “Shady” infringiria sua própria marca estabelecida, construída ao longo de décadas com marcas registradas como “Slim Shady”, “Shady” e “Shady Limited”.

Embora Bryant e Dixon neguem qualquer associação com a marca de Eminem, eles pressionaram por um depoimento com o próprio rapper.

Mas a equipe jurídica do rapper não estava jogando esses jogos. Eles argumentaram que sua ampla cooperação, incluindo a entrega de 2.500 páginas de documentos, foi suficiente, por Em contato.

O artigo continua abaixo do anúncio

O United States Patent and Trademark Office Board finalmente ficou do lado de Eminem. A necessidade de Bryant e Dixon reunirem informações foi reconhecida, mas também foi determinado que depor o empresário de Eminem, Paul Rosenberg, seria mais produtivo.

O conselho destacou que “o Sr. Rosenberg, não [Eminem]forneceu a declaração apoiando a moção.” Esta decisão é uma grande vitória para Eminem. Ela protege sua marca e evita o potencial de um espetáculo público caso ele fosse forçado a comparecer pessoalmente.

Enquanto o caso está em andamento, com as duas mulheres tendo 30 dias para depor sobre Rosenberg, Eminem defendeu com sucesso seu território de marca registrada por enquanto.

O artigo continua abaixo do anúncio

O rapper evitou depoimento graças à alegação de “conhecimento limitado”

A recente vitória legal de Eminem sobre a disputa de marca registrada com as estrelas de “Real Housewives of Potomac”, Gizelle Bryant e Robyn Dixon, não foi sua única vitória.

Antes dessa vitória, Eminem argumentou que uma aparição pessoal no tribunal seria uma tarefa “indevidamente penosa”. Essa justificativa decorreu de seu suposto “conhecimento limitado dos assuntos em questão”.

O pai de três filhos apresentou um argumento único de que, embora detenha os registros de marca “Shady”, “Slim Shady” e “Shady Limited”, ele não está diretamente envolvido na gestão diária da marca.

A implicação? Como proprietário listado e signatário dos registros de marca SHADY sob disputa, Eminem apresentou três candidatos alternativos ao tribunal que possuem “conhecimento superior ao de Mathers sobre os tópicos relevantes”.

O artigo continua abaixo do anúncio

Entre eles, o empresário de Eminem, Paul Rosenberg, foi destacado como fundamental no registro da marca SHADY envolvida no caso.

O rapper também nomeou Eric Hahn, diretor de marketing da Fame House, subsidiária da Universal Music Group, e Stuart Parr, antigo responsável pelo licenciamento de Eminem, como depoentes adequados para substituí-lo.

O artigo continua abaixo do anúncio

Por dentro das lutas de Eminem para proteger marcas registradas “obscuras”

Em fevereiro do ano passado, o The Blast relatou que o rapper entrou com uma oposição ao pedido de marca registrada, temendo que isso prejudicasse sua marca estabelecida. Os documentos do tribunal pintam um quadro claro da preocupação de Eminem. Eles declararam:

“As marcas Slim Shady e Shady se tornaram e são um extremamente valioso símbolo de Mathers, sua reputação e boa vontade.

O ponto crucial do argumento de Eminem está na “confusão”. Ele se preocupa que os fãs que o associam fortemente à palavra “Shady” possam ser induzidos a acreditar que há uma conexão entre sua marca e os produtos das estrelas de reality show.

A história de Eminem protegendo sua música

Eminem não é apenas uma lenda do rap, ele é um protetor feroz de sua propriedade artística. Antes de seu atual drama legal, a estrela já havia tomado medidas legais para impedir o uso não autorizado de sua música em campanhas políticas.

No incidente notável que ocorreu em agosto de 2023, o The Blast compartilhou que o então candidato presidencial Vivek Ramaswamy se viu no lado errado da ira de Eminem.

Ramaswamy, um fã autoproclamado, citou “Lose Yourself” como sua música de saída e a usou em eventos de campanha.

Esse ato de comemoração azedou quando a empresa de gerenciamento de direitos de Eminem, BMI, enviou ao político uma carta de cessação e desistência. A carta delineou claramente a objeção de Eminem ao uso não autorizado de sua música. Ela declarou:

O artigo continua abaixo do anúncio

“A BMI considerará qualquer apresentação das Obras de Eminem pela campanha Vivek 2024 a partir desta data como uma violação material do Contrato, para o qual a BMI reserva todos os direitos e recursos com relação para isso.”

O breve show de Slim Shady no Fortnite deixa os fãs furiosos

A tentativa do Fortnite de aumentar o engajamento dos jogadores com um show virtual do Eminem saiu pela culatra espetacularmente. O evento ao vivo altamente antecipado, que aconteceu em dezembro, prometia algo novo para os jogadores: um show completo do Eminem em forma de avatar.

Embora o próprio ator tenha aparecido como um avatar virtual, a decepção logo se instalou. O The Blast relatou que os fãs se sentiram prejudicados pelo tempo limitado de Eminem na tela, que foi de apenas quatro minutos e contou com apenas duas faixas, “Lose Yourself” e “Godzilla”.

Levando para a plataforma de mídia social X, anteriormente conhecida como Twitter, os fãs desabafaram sua raiva. Um usuário escreveu: “Comprei a skin do Eminem sem motivo… 10 horas de espera e perdi o primeiro evento ao vivo, agora posso até entrar no Fortnite para o das 3… Isso é loucura.”

O artigo continua abaixo do anúncio

Outro jogador frustrado criticou a forma como Fortnite conduziu o evento, destacando problemas com longas filas e falhas técnicas.

“Então, esperei 2 horas”, outro jogador contou, “o jogo disse que não era possível fazer login quando fui esperar pelo evento das 17h. Agora tenho mais uma hora e meia de fila… e não consigo ir ao evento das 23h.”

Fuente