Home Notícias Capitão América toma decisão que mata milhares de inocentes em nova HQ

Capitão América toma decisão que mata milhares de inocentes em nova HQ

Todos conhecem o Capitão América como um líder sóbrio com as melhores decisões, mas, desta vez, ele mata milhares de inocentes

O que aconteceria se vivêssemos em um mundo em que as narrativas são dominadas por grupos ocultos e sombrios, e as autoridades estivessem todas em conchavo com criaturas poderosas em uma rede secreta que torna transforma heróis em terroristas? É nesse cenário que vemos os Vingadores nascer no novo Universo Ultimate, palco de uma decisão tomada pelo Capitão América que acaba ceifando milhares de vidas inocentes.



Foto: Marvel Comics/Canaltech

Atenção para spoilers de Ultimates #2!

O novo Universo Ultimate é o oposto do original, lançado em 2000.  Desta vez, os heróis não são soldados de operações especiais que matam terroristas e salvam a América de um ataque, e sim os próprios terroristaslutando contra um governo corrupto que quer manter sua população oprimida.

O Universo Ultimate original (também conhecido como Terra-1610) comunicava-se com questões de seu tempo, a exemplo da campanha Guerra Contra o Terror, infundida pelo governo estadunidense após a queda das Torres Gêmeas.




Vilão Midas usa America Chavez como fonte de poder para abastecer infraestrutura vital no novo Universo Ultimate (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Vilão Midas usa America Chavez como fonte de poder para abastecer infraestrutura vital no novo Universo Ultimate (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Foto: Canaltech

O novo Ultimate Universe nasceu na Terra-6160 para trazer, novamente, versões diferentes e extremas de vários personagens, sem as amarras da continuidade de décadas. Quem criou essa realidade foi o vilão conhecido como Criador, que é o Reed Richards da Terra-1610. Ele vinha sido mantido preso na Terra-616, a tradicional, após as Guerras Secretas 2015.

Como o Criador tem um conhecimento íntimo da linha do tempo principal do Multiverso Maravilhaele viajou no tempo e mudou de Terra para reescrever eventos e se tornar um governante inquestionável do planeta. Assim, ele escolheu quem seriam os heróis no início deste novo mundo, corrompendo ou matando seus maiores inimigos; garantindo que todos os outros nunca tivessem seus superpoderes.

Felizmente, o pai de Tony Stark descobre a verdade, e, agora, Tony lidera uma rede de resistência, enquanto o Criador está preso em sua própria prisão temporal. Há 18 meses no mundo real para que a base do vilão seja destruída, já que cada edição desse novo Universo Ultimate adianta o relógio um mês em direção ao seu retorno.

É nesse contexto que vemos Steve Rogers tomar uma decisão que mata milhões de vidas inocentes.

Capitão América sabia que mataria milhões

Em Ultimates #2lançado recentemente, o Capitão América ataca a Casa Branca na esperança de derrubar o vilão Midas. Nesta linha do tempo, a América foi dissolvida em 1969, com seus territórios caindo sob o controle de vários vilões. A missão dos Supremos (os Vingadores do Universo Ultimate) é libertar América Chavez, já que a heroína foi transformada em fonte de energia para o comando de Midas.

O poder cósmico de América Chávez vinha sendo usado para abastecer hospitais, aeroportos e outras infraestruturas vitais. Se o Capitão América libertasse-a, pessoas com aparelhos de suporte morreriam, aviões cairiam do céu e centenas de colisões de trânsito ceifariam vidas inocentes. Midas avisa Steve: “Leve-a… e você matará milhares.”



Ao salvar America Chavez, o Capitão América condena milhares de vidas inocentes à morte (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Ao salvar America Chavez, o Capitão América condena milhares de vidas inocentes à morte (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Foto: Canaltech

E ainda assim, no final da edição, os Supremos são vistos saindo da Casa Branca em chamas, tendo feito a escolha de salvar o jovem herói às custas de civis inocentes. É algo chocante ver o Capitão América fazendo, mas é coerente com essa nova realidade: tudo o que o Criador fez no mundo, inclusive com os Estados Unidos, roubou o otimismo de Steve Rogers.

Além disso, em um realidade em que o status quo é mantido por narrativas criadas pelos vilões, os heróis se tornaram terroristas. E, em uma guerra, Rogers decide, deliberadamente, matar milhares de pessoas, carregando a culpa por seguir um plano que tem como objetivo libertar milhões de outras vidas inocentes.

É claro que isso terá consequências terríveis, e continuamos acompanhando o novo Universo Ultimate para ver isso de perto.

Tendências no Canaltech:

Fuente