Home Esportes Filmes para veres (grátis) ao ar livre durante o Verão

Filmes para veres (grátis) ao ar livre durante o Verão

Já é um clássico do Verão: as sessões de cinema ao ar livre estão de volta. De Norte a Sul do país, aqui fica uma lista dos lugares onde vais poder aproveitar as noites quentes que se avizinham.

Lisboa

O que não falta é sítios para ver filmes ao ar livre na capital. O já clássico CineConchas voltou à Quinta das Conchas, no Lumiar, a 27 de Junho e vai lá ficar até 13 de Julho. Organizado pelo Centro Social da Mugueira, o ciclo vai passar alguns dos maiores êxitos do cinema, como Vidas Passadasvencedor do Óscar de Melhor Filme, esta quinta-feira, 11 de Julho. Na sexta-feira, 12 de Julho é dia de Duna: Parte Dois e Trolls 3 encerra o evento no sábado.

Se és mais de música e cinema clássico, então não podes perder o Alval’Arte. No Palácio Pimenta, vão passar Lobo e Cãode Cláudia Varejão, O Trabalho Libertae 25 de abrilde Edgar Pêra, e No Intenso Agorade João Moreira Salles. Todos os sábados de Julho arrancam com concertos às 19h como um aquecimento para os filmes que são exibidos a partir das 21h30. Clube do Cool e da Cafeína e Club Makumba são alguns dos nomes.

As noites das Gaivotas no Pátiono Pólo Cultural das Gaivotas, vão ser as mais preenchidas. Entre música, dança e visitas guiadas, há filmes para ver sob o mote “O que é a Liberdade? O Corpo, o Sentimento de Si”. Até 4 de Setembro, sempre às 21h30, vais poder assistir a Verdes Anos, a longa-metragem de Paulo Rocha, Pierrot o Foude Jean-Luc Godard, Stendalde Cecília Mangini e Uma Rapariga Imaterialde André Godinho. A partir de Agosto exibem-se Amo Fatide Cláudia Varejão; Um dia, Pina perguntoude Chantal Akerman; Aos Nossos Amoresde Maurice Pialat; O Medo Come a AlmaRainer W. Fassbinder e Vitalinade Pedro Costa.

Em Alfama, vai acontecer o Lisbon Internacional Film Festival. São mais de 50 filmes escolhidos pelo júri que vão ser exibidos entre 22 e 27 de Julho. As exibições acontecem entre o Museu do Fado e as Escadinhas de São Miguel. Julgamento na Hungriamas Ezter Hajdu, abre p vasto programaàs 21h de 22 de Julho. Os filmes inserem-se em várias categorias nacionais e internacionais. O último dia traz ainda obras dos Estados Unidos, Argentina, Bélgica, Islândia e Noruega.

Se ainda não viste os filmes mais aclamados dos Óscares, então tens a tua oportunidade no Benfica ao Luar. O programa abre a 25 de Julho com Os Inseparáveisde Jeremy Degruson, com sessões que começam sempre às 22h nos jardins do Palácio Baldaya. No dia seguinte é exibido A Sala de Professoresde Iker Çatak, que concorreu nos Óscares na categoria de Melhor Filme Internacional. O último é Oppenheimerde Christopher Nolan, que venceu sete das 13 nomeações para os Óscares e vai passar a 27 de Julho. O ciclo encerra com Pobres Criaturasde Yorgos Lanthimos, estrelado por Emma Stone.


Famalicão

O Cinema Paraíso regressa ao Parque da Devesa, em Famalicão. Organizado pelo Cineclube Joanea 25.ª edição traz, entre 3 de Julho e 21 de Agosto, sete filmes para serem vistos sempre às 22h. Abre com Dias Perfeitosde Wim Wender. Patoso filme de animação de Guylo Homsy e Benjamin Renner; Os Excluídosde Alexander Payne; Wonkade Paul King e Reino animalde Thomas Cailley, são alguns dos filmes na programação.

O programa estende-se ao Adro da Igreja de Gemunde, a 14 de Julho, com O Milagre de Milãode Vittorio De Sica. Em Avidos, no Parque das Merendas, vai ser possível O Rapaz e a Garçao filme de animação japonesa de Hayo Miyazaki.

Santarém

Em Santarém, o Clube de cinema traz ao pátio do Teatro Sá da Bandeira um panorama de géneros diversificados – desde documentários e comédia à animação. Começou a 3 de Julho e vai estender-se até 28 de Agosto. Vais poder ver Fevereirosde Márcio Debellian; Paradade Jacques Tati; O Faraó Negro, o Selvagem e a Princesade Michel Ocelot; 25 Canções de Abrilde João Gaspar; Patti Smith, poetisa do rockde Sophie Peyrard e Anne Cutaia; Retrato de Família com Teatro de MarionetasPhilippe Garrel e Via Norte + Enginede Paulo Carneiro. Todas as sessões arrancam às 21h30.

Valença

Qual Cinema às Quintas não há Verão em Valença. O cinema regressa ao Jardim Municipal a 11 e 25 de Julho, às 22h. O ciclo encerra com Amigos Improváveisum dos filmes mais conhecidos de Eric Toledano e Olivier Nakache, protagonizado por Omar Sy.

Porto

No Porto, o pátio da Reitoria volta para instalar o segundo Ciclo de Cinema Peruano. Vão ser exibidas quatro longas-metragens entre 5 e 26 de Julho, a partir das 21h30: Margarita, doce caosde Frank Pérez-Garland, em 12 de julho; Peso galode Hans Matos Camac, a 19 de Julho e Deliciosas Frutas Secasde Ana Caridad Sánchez, em 26 de julho.

Em parceira com o Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, vão ser exibidos O Grito Da Raposa na Noite Friade Rui Pedro Lamy e Passagem dos Elefantesde João e Miguel Manso no pólo central do Museu de História.

Na Praça da Batalha, o ciclo Oásis decorre entre 12 e 20 de Julho a partir das 21h30. Pela primeira vez, o Cinema Batalha organiza um evento de cinema ao ar livre, com seis sessões. Os filmes norte-americanos de culto, desde 1955 a 1983, são os protagonistas. Por exemplo, Do Fundo do Coraçãode Francis Ford Coppola; A Sombra do Caçadorde Charles Laughton; Um Dia de Cãode Sidney Lumet; Depois do Anoitecerde Kathryn Bigelow; Direito por Linhas Tortasde Sidney Pitier e Negócio Arriscadode Paul Brickman. Dentro do Cinema Batalha vai ser possível visitar “Uma Noite Americana”, uma exposição de quatro artistas dos Estados Unidos.

Fundão

Entre 9 e 23 de Julho há Olhares da Terra no Fundão. Organizado pelo Cineclube da Guarda, o ciclo procura “convocar e aproximar diferentes geografias sociais, naturais e humanas” e “contribuir para a coesão territorial”. Por isso, foram escolhidos quatro filmes, que são exibidos às 21h — é o caso de Casa, o Pãode Helena Almeida e O Linho é um Sonhode Catarina Alves Costa, que são exibidos a 16 de Julho. O Movimento das Coisasde Manuela Serra, encerra o evento e é exibido às 18h.

Vila Real

O cinema ao ar livre regressa à Praça Panorâmica do Teatro de Vila Real. Contam-se seis sessões com filmes de cinco origens diferentes: França, Butão, Itália, Palestina e Arábia Saudita. A programação arrancou a 2 de Julho com Tralalade Arnaud Larrieu e Jean-Marie Larrieu e termina em 13 de agosto. A Máquina de Matar Pessoas Más, Ainda Temos o Amanhã, O Sonho de Wadjda e Gaza, Meu Amor são outros filmes que vais poder ver neste ciclo. Todas as sessões começam às 22h.



Viseu

Em Viseuhá cinema em três pontos da cidade: na Praça D. Duarte, no Museu Nacional Grão Vasco e no campo junto à Igreja Matriz. O programa conta com sete filmes: Calamidadede Rémi Chayé; Ainda Temos o Amanhãde Paola Cortellesi; Folhas Caídasde Aki Kaurismaki; Um verão na casa do avôo Hou Hsiao-hsien; Mais estranho que o paraísoJim Jarmusch; Simmmmm!de Quentin Dupieux e Patos!de Guylo Homsy e Benjamin Renner. Podes vê-los entre 22 e 28 de Julho.


Albufeira

No Algarve, o cinema divide-se entre o Centro Educativo do Cerro do Ouro, a escola primária das Ferreiras, o Jardim dos Sentidos, a praia dos Olhos de Água e o Parque Lúdico. O ciclo abre a 21 de Julho, às 21h30, com Hora da Glóriade Marie Amachoukeli. Termina a 18 de Agosto, à mesma hora, com Vincent Tem de Morrerde Stéphan Castang. O Pub The Old Oak, Vidas Passadas e Folhas Caídas também estão incluídos no evento organizado pelo Cineclube de Faro.

Texto editado por Inês Chaíça



Fuente